A beleza de Stranger Things

Netflix foi uma das coisas mais lindas que a modernidade nos ofereceu. As produções estão ficando mano a mano com a HBO (que pra mim sempre foi a melhor) e dia 15 de julho foi o lançamento oficial da nova websérie Stranger Things, escrita e dirigida pelos Duffer Brothers. Em termos gerais, o seriado é um ode aos anos 80. Mas não é qualquer referência e muito menos preguiçosa. É ficção científica e tem muita nerdice, músicas certas, estilo on point, dois atores que foram símbolos nessa época (Winona Ryder e Matthew Modine) y otras cosita más. Eu prometi a mim mesma que não faria binge-watching para não sentir falta depois e obviamente falhei miseravelmente. Comecei ontem (domingo, 24) às 15h e terminei às 03h, depois de parar muitas vezes a fim de segurar. Não consegui, tive de terminar porque tava muito incrível. Vou citar alguns pontos que amei e depois deixo alguns posts legais que já li a respeito para complementar.

WINONA RYDER

stranger things

#FREEWINONA Ela sempre foi uma das minhas musas de infância como contei aqui e obviamente foi um dos motivos que quis assistir a série. Winona estava num hiatus absurdo e voltou com a força toda. Excelente atriz, intensa e agora no papel de mãe. Achei incrível vê-la assim, pois todos sabemos que ela foi uma figura importante nos filmes 80s e 90s, então assisti-la nos anos 80 como MÃE é coisa de louco. O estranhamento é só inicial e bem rápido porque você vê que ela está à vontade no papel e segura bem.

ELEVEN

stranger-things.1.6.2442000.40

A “weirdo” surge do nada e é ponto crucial depois do desaparecimento de Will (filho da Winona). Nossa Carrie infantil dá um show de interpretação corporal, já que fala muito pouco. Sem contar que mostra a interação de menina com meninos, ainda mais tratando-se dos anos 80 em que tudo é “gross”, “meninas, ew”, “Luluzinha vs Bolinha” e essas bobices de crianças. Ela é um tipo de bom selvagem, sabe como? Não? Então vá lê Rosseau que é uma boa referência pra essa série e pra Lost também. AMEI essa personagem.

DUSTIN

dustin

Do quarteto stand by me, o meu predileto. Ele tem um jeitinho todo sem noção, mas é o mais sagaz da turma. Enquanto Mike e Lucas ficam de mimimi, ele tenta apaziguar e arrumar soluções, além de enxergar a Eleven como parte do grupo sem muitos problemas. Deve ser libriano, certeza, hahahaha. Assim como o personagem, Gaten Matarazzo tem Displasia Cleidocraniana que é uma doença genética que dificulta o crescimento dos dentes (leia aqui). Mas veja só, é o charminho do menino e ele parece lidar com o problema de maneira bem adulta, quando diz pros bullies “I told you a million times! My teeth are coming in. It’s called cleidocranial dysplasia”. <3

TRILHA SONORA

stranger music

O que dizer de uma trilha sonora somente com os hits dos anos 80? Meu coração bate forte. Uma das cenas mais bonitas é quando o Jonathan, irmão mais velho do desaparecido Will, mostra The Clash e oferece uma fita k-7 com The Smiths, Joy Division, Bowie, Television etc. Educação musical é tudo para uma criança. A lista da trilha sonora no Spotify está fazendo o maior sucesso na interweb e o link está aqui.

REFERÊNCIAS 80s

13754592_1040951452668002_2040068298860049481_n

A grande sacada da série é ter muita referência honesta de grandes produções oitentistas. É tudo muito bem encaixado e não parece um plágio barato e sim uma grande homenagem a uma década tão divertida e criativa. Tem alguns detalhes que são bem USA como o waffle Eggos, por exemplo. A gente sabe que é algo da década, mas por lá é mais forte. Tirando alguns detalhes, o resto está em nosso alcance e percebido imediatamente: Spielberg, Stephen King, RPG, Star Wars, Del Toro, Alien, John Carpenter, He-Man, Poltergeist e tantas referências da época que são fortes na cultura pop e em nossos corações.

Tem outros detalhes dessa série que só assistindo mesmo! Este post é meu selo de amor e apego ;) AH, recomendo estes posts 1 | 2 | 3 | 4

sobre relacionamentos feat Liz Lemon

Comecei a assistir 30 Rock quando passei por um baque amoroso em 2010/2011 (não lembro haha) e fiquei dois finais de casa sem sair de casa só assistindo ao seriado. Situação patética mesmo, mas não vou esconder que já passei por esses momentos. Me senti consolada por Liz Lemon, a personagem de Tina Fey. Desde então, sou mega fiel ao trabalho dessa atriz-roteirista-fodelona. Para quem não conhece a série:

A trama de 30 Rock gira em torno do elenco e equipe da série de comédia fictícia The Girlie Show with Tracy Jordan (TGS), que era filmada no Estúdio 6H dentro do 30 Rockefeller Plaza. Tina Fey como Liz Lemon, a protagonista da série e argumentista-chefe do TGS with Tracy Jordan. Fonte daqui

Liz Lemon é uma bicha foda profissionalmente, escreve sketchs de comédia para uma gigante, mas sempre dá uns deslizes porque ninguém é perfeito. Gente como a gente. Mesmo ficcional e exagerado, é possível se identificar e sentir-se abraçada pelas esquisitices dela.

A vida social e amorosa dela é ok, ela até sai com as colegas mesmo sem entender muito sobre paqueras (discurpa, sou péssima também)

tumblr_lm9calFITz1qjgyuwo1_500

já teve uns namoradinhos zoados como todas nós e sabe disso

liz lemon 3

e vai em dates péssimos porque né, a gente precisa fazer o xaxado girar porque ninguém é de ferro

liz lemon date
tão bonito e tão sem noção ;/

e sabe que nem toda interação pode ser bem sucedida

liz lemon date2

não se incomoda em ser solteira (pelo contrário, às vezes é preciso provocá-la hahaha)

liz lemon 6

ela é o exemplo de mulheres com mais de 30 que já se entendem sozinhas. dá para melhorar, claro, mas pode ser BEM divertido

liz lemon4

E não importa o que, as amigas estão em primeiro lugar porque uzomi vão embora e adivinha quem fica?

liz lemon bra
apesar das cagadas da vida, precisa manter a POSITIVIDADE

liz lemon loveE o que a gente pensa realmente sobre relacionamentos? Que é legal sim, mas deveria ser muito mais descomplicado e chato. Que dates são um saco, mas para se manter na ativa é preciso dar esse tipo de abertura. Que small talk é uma das coisas mais idiotas da sociedade amorosa. Que você não precisa se fazer de burra ou rogada pra alguém gostar de você – pelo contrário – seja exatamente como você é, ninguém namora robô por tanto tempo. Num gostou? Pode dar o próximo match porque ninguém é obrigada.

liz-lemon-on-new-relationships-GUNJl0-quote

I want someone who will be monogamous, and nice to his mother. And I want someone who likes musicals, but knows to just shut his mouth when I’m watching Lost.  And I want someone who thinks being really into cars is lame, and strip clubs are gross. I want someone who will actually empty the dishwasher instead of just taking out forks as needed, like I do. I want someone with clean hands and feet,and beefy forearms, like a damn Disney prince. And I want him to genuinely like me, even when I’m old. And that’s what I want.

liz lemonade

Palácio da Solidão: Princesa Soraya

Acredito que é comum do ser humano ter curiosidade a respeito de figuras que fazem parte da tal monarquia. Parece algo tão distante, pomposo e cheio de convenções que é interessante observar. Dia desses estava no Instagram do Vintage Daily onde tinha fotos da Farah Diba e Soraya, ambas princesas do Irã. Achei as duas tão lindas que mostrei pra minha mãe e ela me contou a respeito da segunda. Gostaria de repassar essa estória que não é nenhum conto de fadas.

Soraya Esfandiary-Bakhtiari nasceu na Pérsia, filha mais velha do nobre e embaixador do Irã na Alemanha Ocidental, nos anos 50, Khalil Khan Esfandiari-Bakhtiari, e da russo-alemã Eva Karl. Aos 19 anos, Soraya apaixonou-se pelo Shah do Irã, Mohammad Reza, e tão logo se casaram. Após sete anos de casamento, a princesa tentou diversos tratamentos de fertilidade sem sucesso para que pudesse ter o tão aclamado herdeiro. Como o trono passa de geração em geração, é obrigação ter um filho para dar continuidade à dinastia.Triste, não?

o triste casal :(
o casal. Soraya vestiu Dior no casório real

Como era realmente um caso de amor entre os dois, Shah quis solucionar o impasse com uma ideia bastante tola: ter uma segunda esposa que pudesse ter um filho dele. Soraya, bastante aviltada com a proposta, usou do bom senso e não aceitou a condição, deixando a Pérsia logo em seguida para voltar à casa de seus pais em Colônia, na Alemanha. Nesse meio tempo, o príncipe tentou convencê-la e foi em vão. Segundo a própria, ela teve de renunciar a própria felicidade, pois não poderia aceitar a ideia em compartilhar o amor de seu marido com outra mulher. Lembrando, é claro, que estamos falando de uma cultura onde o machismo é brutal.

O divórcio foi anunciado no Ano Novo Persa, em 21 de março de 1958, em que o Shah fez um discurso emocionado ao povo, transmitido pela televisão e pelo rádio. O caso foi tão discutido que virou letra de música. Je veux pleurer comme Soraya (“Eu quero chorar como Soraya”) foi escrita pela compositora belga Françoise Mallet-Jorris e interpretada pela francesa Marie-Paule Belle.

Depois do divórcio, Soraya – que continuou com o título de sua Realeza Imperial Princesa do Irã – resolveu se lançar como atriz. Era belíssima (uma mistura de Sophia Loren com Ava Gardner, na minha opinião) e fotogênica, mas fez somente dois filmes, ambos em 1965: I tre volti (“As Três Faces”), de Franco Indovina e She, dirigido por Robert Day. Indovina e a então atriz começaram a namorar, relacionamento que durou pouco, pois o diretor faleceu em 1972 em um acidente de avião.

filmando
filmando

Após a morte dele, Soraya viveu reclusa em Paris. Além disso, escreveu suas autobiografias Princess Soraya: Autobiography of Her Imperial Highness (“Princesa Soraya: Autobiografia de Sua Alteza Imperial”), de 1964 e Le Palais Des Solitudes (“O Palácio da Solidão”), de 1991.

Em 26 de junho de 2001, a princesa solitária morreu em Paris aos 69 anos de causas não divulgadas. Seu irmão mais novo, Bijan, ficou inconsolável e morreu uma semana depois. Muitos dizem que ambos foram assassinados. Existe um telefilme de 2003 chamado Soraya (a.k.a. Sad Princess), estrelado pela Miss Itália 95, Anna Valle.

Princesa Soraya 4

Princesa Soraya 5
Princesa Soraya 2 Princesa Soraya 9 Princesa Soraya 10 Princesa Soraya 11

Princesa Soraya 6

Estúdio Out of Step Tattoo Parlour

out of step 2

Dia desses mostrei na Brisa Ink, o tatuador Marcos Ortega. Prometi por lá que falaria do estúdio em que ele, Cobe Edge Gakni atendem, o Out of Step Tattoo Parlour. Situado em Berlim, na Proskauerstraße, o local recebe convidados do nível Samuele Briganti, Kristian Gonzales e Gonzalo Tintanegra. Com menos de um ano, o estúdio pretende firmar sua âncora com o old school feito pelos tatuadores fixos e convidados.

out of s

out of step 3
out of step tattoo berlin

out of step2

Marcos Ortega

oostp - marcosortegatattoo 2 oostp - marcosortegatattoo

tumblr_o30kv06LlI1ufzt71o1_1280

Cobe Edge

oostp - cobeedgetattooer oostp - cobeedgetattooer2

cobeedgetattooer

Gakni

oostp - gakni oostp - gakni2

gakni

Para seguir: IG | Facebook | Tumblr