Quem me conhece está cansado(a) de saber que faço coleção de canecas e sabonetes de hotel que foram herdados da minha vó. Sim, Dona Santa juntava muita coisa e eu herdei essa pegada meio “Jonathan Safran Foer (i’m collector, everything is illuminated)”. Ainda viva, minha Santinha me passou estas coleções, fiquei bem feliz e até hoje dou continuidade. Claro que tomo cuidado para não ser convidada para participar do  “Acumuladores” no Discovery Home & Health, já que além de canecas e sabonetes, ainda tenho latinhas, garrafas com rótulos legais e outras tranqueirinhas guardadas pelo meu quarto.  Hoje irei mostrar as canecas que eram da minha vó, pois são ótimas. Toda festa que ela e meu vô participavam, vinha uma caneca de brinde e daí que começou a amontoação pela casa:

DSC09901

Essa foto é de outro post que fiz a respeito. Aí estão todas as canecas da coleção

caneca_1

As mais divertidas.  Essa da botinha é da minha cidade natal, Lages-SC

caneca_2

A minha predileta desde sempre. Marando Catimbeiro.

caneca_3

Achado não é roubado. Essas são as famosas canequinhas do chopp Submarino do Bar Alemão. Se você pede um chopp Submarino, ela (canequinha pequena) vem dentro com uma dose de Steinhäger. E sim, é para você levar para casa e colecionar (ou jogar fora). Tem gente que se acha muito malandro e pensa que roubou, mas nem, é souvenir free. Saiba mais aqui.

caneca_4

É assim que vem o Submarino :) Não lembro o nome dele, mas estava sensacional!

Sim, eu tenho canecas mais atuais. Um outro dia mostro ;)

1 Comentário em Das canecas da vovó

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Comentário *