A gente lê tanto sobre relacionamento, como conseguir um partidão etc, mas sobre ser solteira e não achar isso um problema é pouco falado. As pessoas acham um absurdo ser solteiro e ainda gostar disso. Imagina, né? The horror, the horror. Para alguns esse estado civil é sinônimo de solidão, desamparo, parece que você deu errado na vida. Ou de devassidão e sinônimos. Vou tentar explicar como me sinto em relação a isso. Minha intenção não é fazer um textão com teor motivacional do tipo “ame sua própria companhia”. Isso é óbvio ululante. AME MESMO. Ou um post-poético-inspirador para angariar 54658 compartilhamentos ou likes. É apenas um relato pessoal.

Estou solteira já tem alguns anos. Posso dizer que nunca namorei mega sério. Isso não significa que eu não me relacione. Não. Vez ou outra conheço algum rapaz e geralmente as coisas não engrenam. Motivos? Alguns: 1) eu não estava a fim; 2) ele não estava a fim; 3) eu forcei uma barra; 4) ele forçou a barra; 5) eu estava em crise existencial; 6) ele estava em crise existencial e assim por diante. É falta de timing, interesse, amor e, pasmem, até RESPEITO.

timing
Romance é algo que não tenho muita proximidade. Alguns caras já fizeram coisas bem bonitinhas pra/por mim, é verdade. Eu também fiz. Mas sempre faltou um pouco de intimidade. Já brinquei que tenho um déficit no sistema amoroso. Mas na realidade tenho um problema com rejeição e um pouco de preguiça de relacionamentos. Provavelmente isso seja um fator relevante. Como percebo e aceito isso, logo tento melhorar.

Por conta desse desencontro todo, aprendi a ser uma boa solteira. Gosto dos meus momentos sozinha. Adoro minha própria companhia. Me divirto sozinha. Fui criada por uma mãe solteira e sou filha única. Fico mais incomodada em sair com um cara que está em conflito interno e não sabe o que quer (aka me fazer de trouxa) do que ficar sozinha. Tem gente que prefere viver num limbo “amoroso” do que ficar por conta. Me chamam de desistente, mas prezo muito meu estado mental. Acredito que ficar junto com alguém que suga sua energia – seja amor ou amizade – é perder muito tempo na vida. No decorrer da existência, a gente fica vacinado de bobagens e até frustrações das relações humanas. Vejo isso como uma evolução, não um problema. O que me incomodava com 15 anos, não me incomoda mais com 30.

samanta j love yrself

Obviamente – sem ser hipócrita – que ainda existem momentos que dou uma choramingada em não ter tido um amor mais profundo. Já me perguntei inúmeras vezes o que faço de tão errado; fiz terapia pra tentar dar certo num relacionamento (isso mesmo), já chorei muito por causa de bofe. Foi tanta “sofrência” que passei a valorizar minha própria companhia. Costumo observar o relacionamento de alguns conhecidos e de amigas. Alguns são legais, com uma boa sintonia, mas a maioria é um terror, abusivo. As pessoas costumam forçar apenas para não ficarem sozinhas. Cansativo e frustrante demais. A gente fica refém de convenções sociais que te forçam a encontrar um par na vida, já que ser solteiro, por mais que você não esteja preocupado com isso, seja algo constrangedor (???).

Algumas pessoas não são boas com relacionamentos amorosos. Não se saem bem ou não gostam. Tem outras pessoas que preferem ser solteiras. Se sentem bem e são felizes. Outras que precisam ter alguém pra se sentirem completos. Não dá para julgar o sentimento de cada um, por mais que não concorde ou não viva isso. É pessoal e intransferível. Lembrete: não estou citando a índole de ninguém. Seja bom e honesto solteiro, namorando ou casado. Ser solteira convicta ou não, é apenas um fato da vida. Ninguém precisa ter piedade por algo que é pra ser natural.

magritte

Pode ser que um dia eu conte por aqui que estou muito apaixonada e num momento amoroso de recíproca intensa. Pode ser que isso nunca aconteça e continue valorizando mais ainda meu estado civil como solteira. Pode ser, pode ser. Não sou o Nostradamus, não consigo prever o futuro. A partir do momento que percebi que sou uma boa companhia, minha vida melhorou muito. A gente vive numa pressão constante: se tá solteiro precisa arrumar um namorado. Se namora precisa casar. Se casou precisa ter filhos. Uau.

Nunca tive planos em casar de véu e grinalda, ou ter filhos. Meus planos são basicamente ter oportunidade em viajar sempre e ser feliz comigo mesma. E te digo, viajar é caro e nem sempre a gente tá feliz/positiva/gratidão/loveyrself. Amor, aquele romântico, é legal sim, claro! Deve ser gostoso sentir a reciprocidade do ser amado, se entregar, declarar etc. Mas amor próprio é muito mais necessário. Afinal, você tá por conta nesse mundão.

Espalhe por aí:

2 Comentários em Sobre ser solteira

  1. Nossa! Concordo tanto! TANTO!!

    Faz alguns anos que tô solteira também e apesar de ter tido relacionamentos intensos (relativamente duradores) sempre me senti melhor sozinha e é incrível como as pessoas entendem por sozinha: solitária, deprimida, fracassada etc… Isso agrava um pouco mais ainda, quando todas as minhas amigas são casadas.

    Desde os catorze, quando comecei a namorar, até os vinte e um, onde terminei meu último namoro, eu entrava de um relacionamento para outro, sem nem respirar direito. Parecia a Julia Roberts em Noiva em Fuga, sem saber de qual maneira preferia os ovos, sabe? Desde então, passei por várias fases de autoconhecimento e hoje, eu sei o que eu quero e com toda certeza, não quero ter que lidar com caras amadores só para dizer que tenho alguém.

    Acho que esse é mais um obstáculo a ser vencido nessa idealização que a sociedade tem da mulher: de que precisa sempre ter um homem envolvido no meio para legitimar e atestar sua existência e felicidade.

    Claro que é incrível ter alguém, desde que seja uma escolha e não imposição, mas principalmente, que funcione para ambos os lados de maneira equilibrada, por que ninguém é obrigado a nada nessa vida.

    Adorei seu blog :)

    • Oi Carol! seu comentário é basicamente o melhor complemento pro meu post! ‘não quero ter que lidar com caras amadores só para dizer que tenho alguém’ -> ISSO!

      Eu sofro muito quando estou em relacionamentos amadores – que foram todos que vivi, sabe? eu gosto de certezas e equilíbrios, pelo menos no início de um relacionamento isso precisa ser certo. certeza a gente nunca vai ter, pois nada é eterno. mas acredito piamente que ser solteira é muito incrível quando você entende e respeita sua própria companhia, sabe?

      e exatamente, as pessoas acham que ter um homem do lado é legitimar a existência, quando não o é. só a própria pessoa tem o direito de legitimar sua existência e felicidade. e acredito que depender de alguém pra ser feliz é um erro muito cruel e egoísta também!

      seja bem-vinda por aqui :D

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Comentário *