Cinema

DVD que preciso ter: Harold & Maude

harold maude 3

Dando continuidade a este post aqui, vim falar de apenas um filme que vale por mil: Harold and Maude. A primeira vez que assisti “Ensina-me a viver” – título em português – foi no Telecine Cult e não faço a mínima do ano. Só lembro que já conhecia Cat Stevens, então deve ter sido em 2010. A única coisa que lembro foi que amei por demais e assisti outras vezes no mesmo canal. Como deu para perceber no título, infelizmente nunca o achei em DVD.

Para quem não gosta de humor negro e questões existencialistas, logo aviso: passe longe, pois tudo isso é bem explorado no filme de 71, dirigido por Hal Ashby. Vou dar uma resumida sobre essa belezura: Harold (Bud Cort) é um menino rico e mórbido que tem como hobbie frequentar funerais e simular sua própria morte a fim de encher o saco de sua mãe que, por sua vez, tenta ajeitar um casamento para ele. Em um desses velórios, ele conhece Maude (Ruth Gordon) que é uma senhora de 79 anos com uma alma extremamente livre.

harold maude 4

Graças à Maude, o garoto começa a enxergar as coisas belas da vida, aprende que música é algo libertador (a trilha é todinha do Cat Stevens) e cria um vínculo MUITO forte com ela. O restante prefiro não contar porque é spoiler. O que mais amo nesse filme é como exploram a liberdade conquistada pela Maude e as lições de desapego que ela costuma passar para o Harold. Além disso, a senhora fofa também é muito ferrenha em seus momentos sobre o ciclo da vida, sabendo exatamente como quer morrer e com qual idade. Apesar de ser extremamente ligado com o tema “morte”, Harold mostra que não é tão bem resolvido com encerramentos. E é exatamente nisso que me identifico com ele. Eu tenho meus momentos haroldianos, mas não sei lidar com finalizações.

Acredito que qualquer tipo de apego faz mal. É doloroso e cansativo. Inclusive, quando tentei me aproximar do Budismo, foi justamente para isso: aprender a arte do desapego (saiba mais aqui). As coisas acabam, as pessoas morrem (ou mudam) etcetera. O que aprendi com esse filme (e com a Maude):

harold maude 7
go – and love some more :)

Sejamos mais Maude e menos Harold:

harold maude 6 harold maude

harold
ah, não esqueça: if you want to sing out, sing out

Fanpage do amor: Citando Cinema

Cinema pra mim é amor verdadeiro e eterno. Confesso que tenho uma queda pelo europeu, apesar de curtir besteirol americano, comédia romântica clichê, entre outros. Não tenho preconceitos e, desde que me distraía, já venceu na vida. Ando acompanhando com carinho uma fanpage chamada “Citando Cinema“. Para quem gosta de cinema cult, vai ficar bem feliz em ver screenshots com legendas em português. Me identifico tanto com frases de efeito de filmes que me marcaram… Separei alguns:

citando 10
A Carta (Manoel de Oliveira, 1999)
citando 9
Liv & Ingmar, 2012, documentário
citando11
L’important C’est D’aimer (Andrzej Zulawski, 1975)
Citando Cinema
O Deserto Vermelho (Michelangelo Antonioni, 1964)
Citando Cinema 2
Ghost World (Terry Zwigoff, 2001)
citando 7
Antes do Amanhecer (Richard Linklater, 1995)
10603415_349061368594238_3887880160565790994_n
Cria Corvos (Carlos Saura, 1976)
citando 5
Masculin Féminin (Jean-Luc Godard, 1966)
citando cinema 4
Tirez Sur Le Pianiste (François Truffaut, 1960)
citando 6
Opening Night (John Cassavetes, 1977)
Citando Cinema 3
Whatever Works (Woody Allen, 2009)

Filmes em DVDs que eu gostaria de achar

Tem uns filmes de infância e adolescência que marcam nossas vidas e dá vontade de abraçá-los para todo o sempre. Antigamente eu vivia comprando DVD nas Americanas ou em sites especializados a fim de montar minha DVDteca. Hoje em dia raramente compro, mas tem alguns que eu gostaria MUITO de achar para assistir de novo e guardá-los na estante. A minha última alegria foi quando encontrei “Um morto muito louco” por R$ 9,90, em 2011, provavelmente. Aproveitei o momento nostalgia cinematográfica e fiz uma listinha básica:

 Tiny Toon Adventures: Férias Animadas

Tiny Toon Adventures (15)

Eu simplesmente AMAVA esse filme do Tiny Toons. Volte e meia alugava o VHS e assistia várias vezes. É muito sem noção: os amiguinhos vão tirar as férias da escola e cada grupo passa por apuros da pesada. O Presuntinho e o Plucky Duck vão para um parque de diversão e os pais do porquinho dão carona para um serial killer que é loucaço por… BACON (hahahaha, amo). Já Lilica e Perninha se perdem no meio do mato e no rio. A produção é do Steven Spielberg, <3. PRECISO ACHAR ESSE FILME.

Eu sem você

tumblr_mpvldlujnG1s89mq8o2_500

A primeira vez que assisti esse filme foi em dezembro de 2003, em Maringá, no canal GNT. Lembro de tudo isso porque foi um dia antes de prestar vestibular na faculdade que estudei, hehe. Depois consegui assistir mais uma vez pelo mesmo canal, outra vez no Telecine e nunca mais apareceu na programação. É um filme de baixo orçamento e bem cativante. Mostra a evolução da amizade de duas meninas que crescem juntas nos anos 80 e vão descobrindo como viver a duras penas. Uma amiga é mais instável, já a outra, que é interpretada pela Michelle Williams (com british accent), é mais nerd e começa a ficar incomodada com a encheção de saco da outra. Queria muito, mas MUITO achar esse filme em DVD.

Uma Cilada Para Roger Rabbit

cilada para roger rabbit

Outro CRÁÁÁSSICO da minha infância, né pessoal! A real graça desse filme era o fato de ter animação e humanos contracenando. Hoje em dia parece banal, só que em 1988 as coisas eram bem diferentes.  O filme é estilo noir e vem cheio de mistérios, além de personagens bizarros (jamais esquecerei do vilão derretendo). Nunca vi em DVD e adoraria tê-lo em casa. Ah, lembrei de Space Jam, só que acho que não faria tanta questão assim (ou não? adorava também).

Mamãe é de morte

serial mom

Esse filme é sensacional e não sei porque cargas d’água passava na sessão de tarde. É trasheira pura by John Waters, então valeu aí Rede Globo. Esse ano eu lembrei dele por causa do sapato branco – uma das cenas finais – em que a mãe mata a mulher por causa disso (não pode usar sapato dessa cor depois do Labor day, uma fia tá usando e a Kathleen Turner resolve matá-la, <3). O filme é sobre isso: ela mata todo mundo que faz merda por aí. É o Dexter dos bons costumes.

Os deuses devem estar loucos

os deuses devem estar loucos

Lembro que passava de dois em dois meses todo sábado à tarde, hahaha. Eu era criança quando assistia e chorava de rir. Talvez hoje não ache tanta graça, mas gostaria de tê-lo em casa. O que achava mais legal era a música que eles faziam da garrafa de coca-cola e a inocência do cara e das crianças. Sem contar como eles mostravam todo entrosamento com a natureza, sendo que os intrusos eram bem atrapalhados. Na real, a gente só incomoda aqueles que vivem numa nice e fora da nossa loucura toda, né?

Um Príncipe em Nova York

principe em ny

Por último, mas não menos importante: esse clássico maravilhoso do Eddie Murphy. O Telecine Cult exibiu ano passado e o assisti legendado pela primeira vez. Obviamente nunca tinha visto a cena do “the royal penis is clean” e me acabei de dar risada. Muito necessário ter em DVD para rever mil vezes.

Tem outros filmes que gostaria de citar, só que a lista é giga e depois faço um post parte 2.

Jasmine e seu figurino contado

Eu sei que estou com um certo atraso, mas só assisti Blue Jasmine agora. E amei. Sim, o Woody Allen é um escroto, babaca, sem noção, baixinho e feio, mas não consigo boicotá-lo. Desculpa, sociedade. Mas vamos pensar pelo bright side: o trabalho dele não é sobre pedofilia e/ou como ele casou com a filha adotiva. Idem com o Roman Polanski. Enfim, não estou aqui para julgar a moral dos diretores, fato. Vamos deixar para outro dia, vamos falar sobre a elegância da Cate Blanchett, aquela linda. Ela estava incrível no longa em todos os sentidos sob todos os pontos de vista.

blue

O mote do filme é sobre uma socialite que perde toda a fortuna e precisa morar com a irmã que leva uma vida bem modesta em São Francisco. Logo na primeira cena você a vê matraqueando, mas vestida com uma jaqueta Chanel (inconfundível, sempre!), colares de pérolas, bolsa e cinto Hermès e malas Louis Vuitton. Pois guarde essas peças porque elas irão aparecer em diversas cenas.

Quem gosta de figurino começa a ficar intrigado para ver quais itens de grife ela vai usar durante o filme, principalmente na sua fase desafortunada. O interessante é que você vai a conhecendo antes, durante e depois do colapso emocional, e encontra as peças que ela “escolheu” para levar em cenas em que a riqueza ainda reinava. Por exemplo, a Hermès Birkin surge num momento abastado da personagem e é a mesma bolsa que a acompanha durante o filme todo. A figurinista Suzy Bezinger simplesmente arrasou nas escolhas das peças-chave e fez um kit de outfit digno!

jasmine-e-seu-figurino-contado_8
Selfie com os pobres, mas de Missoni hahaha

Mesmo em sua fase deprimida, Jasmine não perde a elegância e consegue fazer combinações incríveis com as peças repetidas. Lembrei daqueles desafios das blogueiras e do Fantástico (hahaha) de como usar a mesma peça durante uma semana. E ela sempre é lembrada justamente por isso: pela postura – mesmo em seus delírios de masturbações mentais. A linda está beirando à loucura e desprezando a nova fase, só que está lá com um vestido Fendi. Jasmine consegue manter a casualidade e a elegância mesmo depois de um dia de trabalho como recepcionista de um dentista molestador.

tumblr_n14cb3kcuq1qejlczo1_500

Eu não sou super entendida de moda, porém, conheço o clássico de algumas grifes e consegui identificar no decorrer do filme, ou seja, Jasmine levou as peças atemporais e marcantes de cada marca. Eu faria o mesmo! Na riqueza ou na pobreza seria sempre bom ter uma jaqueta Chanel no corpo, certo? hahaha. Sanidade que é bom, nada.

jasmine-e-seu-figurino-contado_3
Fase ruim – de cardigã Missoni e vestido Fendi, é claro
jasmine-e-seu-figurino-contado_2
Fase Ruim – Chanel e Hermès, basicamente o uniforme da falida
jasmine-e-seu-figurino-contado
Fase boa –  Valentino e Carolina Herrera indahouse
jasmine-e-seu-figurino-contado_6
Fase boa – o princípio do fim
jasmine-e-seu-figurino-contado_9
Fase ruim – Cardigã Oscar de la Renta
jasmine-e-seu-figurino-contado_7
Fase boa – ali você encontra a bolsa Hermès ;)
jasmine-e-seu-figurino-contado_5
Fase boa – apenas compras na Fendi
tumblr_n15zc49fFX1srrdx1o1_500
e sempre com a white boucle Chanel :~~

Oscar 2014 – Só os lindos

A premiação do Oscar por si só é super movimentada, o Red Carpet então… bomba horrores! Para ajudar, tem mil festas pós-Oscar: Elton John AIDS Foundation Academy Awards, Vanity Fair etc. A segunda é a mais top, pois reúne quem estava por lá e outras celebridades de primeira (e segunda também). As vencedoras e concorrentes mudam de vestido, sem contar as entrevistas que são dadas depois de toda a emoção.

Além disso, a revista costuma fazer ensaios belíssimos com convidados e graças ao Instagram já dá para ver alguns shoots feitos por Mark Selinger:

oscar-2014-so-os-lindos
Posso entrar no meio? Paul Rudd e Adam Scott <3
oscar-2014-so-os-lindos_2
Sofia Vergara gatíssima
oscar-2014-so-os-lindos_3
Esses lindos! Mindy Kaling e B.J. Novak
oscar-2014-so-os-lindos_4
AMO esse casal: Leslie Mann e Judd Apatow
oscar-2014-so-os-lindos_5
Naomi Watts tarra a cara da Sharon Stone
oscar-2014-so-os-lindos_6
O lindíssimo Jon Hamm com sua mulé sem sal Jennifer Westfeldt
oscar-2014-so-os-lindos_7
Lady Gaga e Donatella Versace
oscar-2014-so-os-lindos_8
O casal indinho Portia de Rossi e Ellen Degeneres
oscar-2014-so-os-lindos_9
English, motherfuker, do you speak it? Samuel L. Jackson <3
oscar-2014-so-os-lindos_10
Bill Murraaaay
insta-07
Casal fashionista – Diane Kruger e Joshua Jackson

Agora vamos falar das mais belas da noite. Os três vestidos mais lindos no Oscar foram da Lupita, Cate Blanchett e Kate Hudson. Estavam belíssimaaaas! A Hudson estava inspirada e o vestido na festa da Vanity Fair também era lindo.  Eu confesso que a Lupita é minha nova girl crush, ela é esguia, tem um rosto lindo e abusa das cores como ninguém. O vestido Prada escolhido para ocasião a deixou num mood princesa perfeito! Gostei muito das escolhas de Angelina Jolie – que pode usar volume sem medo e da minha predileta forever, Sandra Bullock. Para quem ama maquiagem, a Vic Ceridono fez um post legal a respeito. Aqui tem fotos da festa pós-Oscar e aqui tem da premiação.

Prediletas do Oscar 2014

oscar_vestidos
Kate com Atelier Versace; Lupita de Prada; Cate de Armani; Sandra com Alexander McQueen e Angelina de Elie Saab

Prediletas da festa Vanity Fair

Zuhair Murad
Kate vestiu Zuhair Murad
vanity-fair
Diane Kruger de Valentino; Jennifer Lawrence vestiu Tom Ford; Emilia Clarke de Balenciaga; Evan Rachel Wood vestiu Elie Saab e Taylor Swift de Julien MacDonald

Para finalizar:

anjelica_tom
Anjelica Houston e Tom Ford