Design

Artista dujour: iamfiedler

Com influências de Keith Haring, Alejandro Jodorowski, Simon Landrein, Moebius, Shintaro Kagol, amigos, relacionamentos e internet, Marcelo Fiedler é um ilustrador curitibano que tem como foco de suas ilustrações a contradição do ser humano e o ambiente.

Em 2013 enquanto já trabalhava com ilustração, passei por um período de semi reclusão e adequação atrás de minhas referências e memórias de infância, onde consumi muito da cultura dos anos 80 e 90, para achar quem eu realmente era dentro do meu trabalho.

A cultura pop está presente na sua obra, sempre com a textura derretida e cores ácidas. Maravilhoso!

Para segui-lo: aqui 

Conheça Alisha Huskin aka scoobtoobins

scoobtoobins 0

Você pode encontrar Alisha Huskin de diversas formas na internet com o sobrenome Murray, por exemplo ou como Scoobtoobins – apelido de seu cachorrinho que acabou virando seu username artístico nas redes. Ilustradora freelance para o Metro Detroit Michigan, ela retrata tudo que a interessa de uma maneira bem única. Por ser extremamente tatuada, a artista sempre faz referência a este mundo maravilhoso (heh) com temas como sexo, amor, morte, desilução, entre outros.

scoobtoobins 8

scoobtoobins 11 scoobtoobins

Para segui-la: Fanpage | Instagram | Tumblr

Conheça Lady Weird

lady weird 0

Atenção fãs de tudo relacionado ao vintage sleaze: hoje é dia de conhecer Lady Weird que tem um material diverso com ilustrações próprias. Diretamente do Japão, a designer começou em 2014 decorando pratos de porcelana com pin-ups e, ao postar em seu Instagram, logo recebeu diversas notificações de pessoas interessadas em comprar. Com o sucesso imediato e algumas colaborações internacionais, Lady Weird acabou virando uma marca e cria bordados, ilustrações a joias de resinas. Claro que tudo é no maior estilo anos 40-50-60 que é grande fonte de inspiração. Além das décadas citadas, outras influências da artista são os hots rods, filmes B, burlesco, lowbrow art, rock’n’roll, monstros e tiki. Vale a pena conhecer o trabalho dela!

lady weird 3 lady weird 8 lady weird 9 lady weird 1

Para seguir: Fanpage | IG | Site

As mulheres de Grace García Salcedo

grace-garcia-salcedo-9

Dona de um traço bem único Grace García Salcedo é designer de produto pela EASD e ilustradora freelance. Diretamente de Madrid e hoje morando em Valencia, costuma criar mulheres livres e tatuadas praticando esportes radicais (ou não). Tal influência de esportes sobre rodas em seus trabalhos é o fato de Grace ser editora e co-fundadora da Girls on Wheels Magazine, uma publicação online sobre mulheres que andam bicicletas, skates e rolers.

Além disso, a designer já fez trabalhos para Jameson Irish Whiskey, FOX+ e volte e meia aparece em projetos de mídia digital.

grace-garcia-salcedo-4

grace-garcia-salcedo-2grace-garcia-salcedo-3
grace-garcia-salcedo-5

Conheça mais do trabalho dela aqui

Entrevista: Pam Prado da CRUA

cruaa2
Sabe aqueles achadinhos da internet que enchem o coração de amor? Pamela Prado com seu projeto CRUA proporciona exatamente essa sensação de peito quentinho. Pam – como prefere ser chamada – tem 25 anos, é formada em Design Gráfico pela UniCuritiba e desenha desde que se conhece por gente. Por conta desse talento, a designer criou uma fanpage que, segundo ela, nasceu num momento de transformação e virou algo bem especial. “Sempre fui muito insegura com tudo, desde a minha aparência até as coisas que produzo. A CRUA levou anos para sair da minha mente e se tornar realidade. Através do apoio de pessoas maravilhosas, criei coragem para expor meus desenhos com o intuito principal de abraçar pessoas, como fui abraçada”, relata.

 A CRUA nasceu para levar um pouco de conforto, procurando adornar cotidianos, que nem sempre são bonitos e nada me deixa mais feliz do que saber que as pessoas se sentem abraçadas.

Pam também sempre foi ligada a poesia, logo uniu o design com a escrita a fim de levar mensagens de amor e melhorar o dia das pessoas. Especial, né? Tão logo descobri seu trabalho, já a convidei para uma entrevista por aqui que foi prontamente respondida com muita atenção e carinho. Ó só:

1- Você cursa Design Gráfico, certo? Começou a ilustrar na faculdade ou já fazia antes?
Sim, sempre desenhei, mas cursar Design me ajudou a ampliar minha visão e a desmontar alguns preconceitos que tinha sobre meu próprio desenho.

2- Como é seu processo criativo e materiais que costuma utilizar para criar?
Geralmente os desenhos nascem de insights, sempre pesquiso muito sobre tudo, tenho pastas com tudo que encontro de interessante, então isso me ajuda a ter referências. A inspiração vem dos acontecimentos do dia a dia, as postagens quase sempre retratam um momento vivido por mim ou por pessoas próximas. Acho que isso traz uma certa sensação de intimidade com os seguidores, me sinto amiga de todos. Para criar, geralmente uso caneta nanquim e finalizo digitalmente usando Illustrator e Photoshop. Procuro usar sempre uma paleta rebaixada de cores, para dar a sensação de suavidade, tranquilidade e conforto visual.

3- Você está trabalhando em algum projeto no momento? Caso positivo, poderia nos contar?
Sim, muito que sim! Comecei a produzir canequinhas e outros produtos com as estampas da página, vou participar de uma feirinha de Natal, a Happy Hippie Christmas, junto com outros artistas e pequenos produtores incríveis. O evento será nos dias 12 e 13 de Novembro [em Curitiba].

 4- Tem alguma ilustra que você guarda com muito carinho?
Eu faço todas com muito amor, mas a ilustra que eu guardo em um lugarzinho especial é a Permaneça Forte, que foi a primeira criada para a página. E através da qual percebi que talvez as pessoas pudessem gostar dos meus desenhos e se sentirem abraçadas por eles.

crua

5- Você pode mandar um recado reconfortante para as leitoras do Mais 20 Minutos? Você é maravilhosa nisso!
Que amor, muito obrigada! Se eu pudesse tocar o coração de cada pessoa com um recado, seria: viva seus sentimentos com honestidade. Sejam eles bons ou ruins, não se sufoque, não somos obrigados a maquiar o que estamos sentindo, não precisamos estar sempre sorrindo, tudo bem nos ferirmos às vezes, tudo bem não estar sempre bem, tudo bem não ter sempre certeza de tudo, isso acontece com todos nós e precisamos passar por isso, superar o que há de ruim, nos permitir cultivar o que há de bom, aprender e crescer com tudo, enquanto você viver, haverá sempre outra oportunidade, outro amor, outros sorrisos, outras chances de se sentir bem, basta olhar ao redor.

crua-4 pam-prado-da-crua crua-3 crua-2

 Não deixe de seguir e ser abraçada virtualmente: Fanpage | Instagram