Entrevista

O estilo de Lily Scott

lily_scott_estilo

Já no primeiro contato com Lily Scott (ou Aline Oliveira), pedi permissão para utilizar suas fotos estilosas e se ela toparia uma entrevista para cá. Não só me respondeu rápido como foi bem simpática e nos adicionamos. No primeiro approach, ela me contou que no dia a dia faz o gênero “pé de chinelo” e é à noite que ela se monta mais, sendo que o marido a chama de carro alegórico (quem nunca?). A montação toda tem uma razão de ser: Lily já foi hostess conhecida da noite paulistana e hoje trabalha como produtora de eventos do Grupo Vegas, é sócia administradora do Bar Volt e ataca de DJ nas horas vagas. Antes disso, trabalhou em uma multinacional holandesa como trainee por 11 meses, onde cuidava de expatriados. Resolveu jogar a rotina maçante pro alto e ainda conheceu seu marido – um expatriado holandês.  Movida a café, AC/DC, Rolling Stones, brechós, viagens, a sonhadora profissional – como se define – tem um estilo de vida bem interessante:

1) Como é sua rotina para aguentar o tranco da vida noturna? Afinal de contas, não é só diversão, é seu trabalho também.

Na realidade eu sou levemente movida à base de café e Red Bull. Eu sei, é péssimo, mas, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, meu batente começa às 09h00 da manhã – está muito longe de ser um trabalho apenas noturno. Assim, quando toco às Quartas e Quintas, por exemplo, chego bastante cansada no escritório no dia seguinte, mas preciso render e apresentar resultados, não existe segredo. E se existe um, o nome dele é cafeína. haha É isso que eu amo. A vontade de fazer as coisas é sempre maior que o cansaço.

2) Quem escolhe o tema e o figurino das festas? Algum stylist oferece o outfit ou você faz tudo por conta?

As festas sempre tem seus temas escolhidos por seus promoters. No caso da Savannah e Recalque, que são minhas, decido com os meus sócios. Na segunda, a parte criativa fica muito mais com o Pierre Arttista e Leo Polo. Eles são gênios! haha
Já usei algumas roupas de colegas stylists, mas dificilmente é o caso. Quase 100% das roupas, ou “montações” – como chamamos, que uso estão no meu armário.

lily-scott-looks

3) Adorei suas maquiagens e cabelo! Você quem faz tudo?

De jeito nenhum! haha Toda vez que saio com um cabelo mais elaborado pode ter a certeza de que as mãos do Jean Philippe passaram por ali. Ele é meu grande amigo, hair stylist e guru pessoal. O que sei fazer dá só pro gasto, haha. Cachos, topete e só. Já com maquiagem eu tenho um pouco mais de afinidade, pois gosto muito. Na maioria dos casos eu me maquio sozinha, mas muitas pessoas já me transformaram: Jeanine Aimeé, Guilherme Nutti, Rafael Capello, entre outros tantos. Eu amo ser arrumada! Que mulher não ama, né? haha

lily make

4) Quais são seus produtos favoritos?

Menina… preciso preparar uma lista imensa. haha Amo muitos. Mas em resumo, esses são essenciais:

cabelo-lily-dicas
Cabelo: Spray Fixador Osis – Glamour Queen (Schwarzkopf), Bumble Bumble Spray Chalk (Tem várias cores e vende na Sephora. Boa saída para quem quer brincar com cores no cabelo, mas não pode/quer pintar), TIGI – Bed Head – Small Talk (modelador para cabelos finos), Óleo Alfaparf semi di lino (um clássico! Depois da chapinha então…), Redken – Ringlet (define as ondas do cabelo) e, da mesma linha, a mousse da Redken Curvaceous – até hoje não encontrei nenhum produto à altura desses dois últimos. E ah, pra dar aquele truque no penteado de última hora o Powder Refresh 01 da Redken também (shampoo a seco bafão!).

make-dicas-lily
Make: Todas as paletas da Naked – Urban Decay, Studio Fix para o pó, Dior Skin Forever de Base e o rímel de sempre, o The Colossal da Maybelline!
cabelo_lily

5) Qual foi seu look favorito até hoje?

O look de noiva. ;) Nunca me senti tão feliz e bonita quanto no dia em que me casei. Meu vestido foi feito por um grande amigo, Dieferson Gomes.

casamento lily scott
Lily me mandou fotos exclusivas do casório que foi em Las Vegas <3

casamento_lily

casamento lily_scott

6) Por fim, qual a sua dica para quem também quer ser um profissional reconhecido?
Não tem segredo, simpatia ou patuá: TRABALHO. Muito trabalho.

Mais looks da Lily

lily_scott_balada4

lily_scott_daily2

lily_scott_daily4

lily_scott_daily5

lily_scott_daily

lily_scott_daily_acessorios
Muitos anéis <3
lily_scott_daily3
Com o marido
lily_scott_daily_cor
Querendo esta cor de cabelo!

Para segui-la: Facebook | Instagram

Dilemas nossos e da Ivana

Já dá para perceber que Ivana Amarante Bombana é especial, só pelo fato do nome e sobrenome dela rimarem de maneira fenomenal (há). Pois bem, eu já tinha visto algumas tirinhas da Ivana por aí, mas só comecei a acompanhar mesmo quando conheci a Guid – uma amiga nossa em comum. Sempre escutava as histórias dela com tanto orgulho e entusiasmo que dava vontade de ser colega também. E é tudo verdade, a garota manda muito bem!

Ivana é daquelas pessoas que sempre tem uma piadinha infame na ponta da língua, além de ter o talento especial para criar ilustrações, sendo que unir essas duas habilidades foi bem inteligente. Segundo a designer que trabalha na criação da Imaginarium, as tirinhas surgiram para alegrar a coverphoto (aka capa) do seu perfil no Facebook. Fez tanto sucesso entre os amigos que foi criada uma aposta: se uma das capas chegasse aos 60 likes, ela criaria uma funpage – como ela mesma chama. Não só ultrapassou a marca como a fanpage já completou um ano e tem  mais de 20 mil seguidores, <3.

dilemas_da_ivana_2

Além da fanpage colaborativa (você pode enviar suas histórias também), o Dilemas da Ivana também tem um blog com colaboradores bem bacanas e, mais recentemente, uma nova personagem surgiu, a Adelaide Groove – que mostra um lado mais ~danado~ da autora. Ah, recomendo MUITO a leitura do post comemorativo de um ano, pois me identifiquei muito com a Ivana, tipo uma irmã doida perdida por aí (somos conterrâneas, vai saber).  Hoje em dia posso falar: mentes inquietas servem para muita coisa boa.

Meu lado fã foi tanto que entrei em contato para entrevistá-la! Ivana aceitou com a maior boa vontade e ainda respondeu MUITO rápido. Confiram:

1) Já li por aí que você começou a ideia do Dilemas da Ivana com tirinhas feitas para a coverphoto do seu perfil, certo? De lá para cá, o que mudou para você depois da criação da funpage (heh)?

Acho que a maior mudança foi a evolução do personagem, pois sem perceber acabei criando um jeito rápido e fácil de dar expressão e personalidade a “Ivaninha”, o cabelo ganhou um formato único, o rosto, nariz e olhos… Isso parece besteira, mas é por isso que as pessoas começaram a identificar os traços mesmo sem ter a assinatura do Dilemas da Ivana, ou seja, uma marca foi criada e a gente nem viu isso acontecer (: Pra mim, como autora, caiu a ficha que 20 mil pessoas não estariam seguindo uma página por besteira, elas realmente estavam gostando do trabalho, o que me fez pensar que o Dilemas já está virando uma “mocinha” e merece cuidados especiais!

2) Ah, você pode me mostrar qual foi sua primeira tirinha?

Claro! Tem até no histórico da funpage (: Percebam como os traços da personagem ainda embrião, eram totalmente diferentes!

ivana_1
1ª tirinha
ivana_2
Tirinha  mais recente (12/09/2013)

3) Dá para perceber que suas tirinhas são inspiradas em algumas desventuras do cotidiano e isso cria uma certa identificação. Existe um local específico em que suas ideias fluem melhor ou que tem mais chances de sair situações infames?

Agora com mais de um ano desenhando e tendo ideias, acredito que todo lugar é lugar, do banheiro ao ônibus, de reunião na firma ao almoço de domingo. Não tem hora, o importante é estar “com os poros abertos” para conseguir captar situações que dariam boas tirinhas. E também tem épocas que sua cabeça está uma panela de pipoca, borbulhando de ideias e tem épocas que a inspiração simplesmente resolveu não vim trabalhar. Hoje consigo ter mais paciência comigo e deixo o processo fluir. E outra coisa muito importante: anotar ideias! Já perdi muita tirinha boa por confiar na minha memória, haha.

Mas como agora temos um público que espera por tirinhas, sento na frente do computador e penso: VAI IVANA, CHEGA DE PREGUIÇA! E desenho, caindo de sono, mas desenho haha. É importante entender que não é um processo glamoroso, muito pelo contrário, é dedicação e esforço, muito parecido na maneira de cuidar de um pet, você ama, mas tem que dar água, comida, levar passear… e até limpar o cocô e xixi.

4) Em novembro do ano passado você criou a fanpage da Adelaide Groove, uma tirinha para “maiores”. O processo de criação dessa personagem é muito diferente do Dilemas?

Se demorou um ano para dar uma cara mais definitiva para o Dilemas da Ivana, a Adelaide (graficamente falando) nasceu em poucas horas, o processo foi muito mais fácil, pois já tinha um estilo que seguia no Dilemas e apliquei na Adelaide, dando uma apimentada na personagem. Psicologicamente a Adelaide foi mais complicada que o Dilemas, pois é meu lado mais adulto e do mau, como os próprios leitores escreveram: Adelaide é a GÊMEA MÁ! Estava achando o Dilemas muito imaculado e pessoas bem jovens me escrevem dizendo que gostam da página, ou seja, tem certos assuntos que não posso escrever. Acho que depois de um tempo quando você ganha um público legal e que te acompanha você cria uma certa responsabilidade sobre o que diz, então preferi criar a Adelaide para exorcizar todos esses assuntos. E outro problema é que fui um pouco “censurada” quando resolvi tratar de assuntos mais polêmicos e isso me fez pensar que contar piada eu podia, mas falar de outras coisas mais sérias não. Senti um vazio muito grande e resolvi me libertar criando um novo alter ego.

5) Para finalizar: você leva mais de 20 minutos para fazer uma tirinha? Hahaha

O estilo do Dilemas já foi criado para ser rápido e simples. O processo gráfico é rápido, mas a piada vive em um tanque de fermentação, no sentido que às vezes tenho a ideia, porém ela não está completamente pronta, precisa de um tempo ainda para que seja simplificada e formatada de um jeito que os leitores entendam perfeitamente. É totalmente diferente da criação de uma identidade visual, por exemplo, que sei que vou demorar “x” horas na criação, produção e etc. Eu fico pensando e captando ideias o dia todo sem perceber. O tempo não pode ser calculado apenas pela parte gráfica, é preciso analisar todo o processo que o autor tem antes disso. Além de que uma boa tirinha é aquela que todo mundo entende e compartilha, isso que faz o valor dela.

—–

Amada, né não? Separei algumas tirinhas que adoro (a primeira tá ali em cima, é o Bacontente):

dilemas_da_ivana_
SEMPRE

 

dilemas_da_ivana_4

dilemas_da_ivana_7
quem nunca

 

ivana_3
Chloe <3

dilemas_da_ivana_6

dilemas_da_ivana_8

dilemas_da_ivana_10

adelaide
Adelaide Groove falando a real!

Para segui-la: Fanpage Dilemas da Ivana | Fanpage da Adelaide Groove | Site | Twitter | Instagram

As escolhas de Brisa Issa

283904_200337853357496_2757487_nSabe aquela pessoa que você simpatiza de graça e sempre tromba por aí, mas nunca conversou? É o que rolava com a produtora de moda Brisa Issa. Como eu tenho síndrome da rejeição, não sou de solicitar amizade no Facebook, porém, resolvi adicioná-la esta semana. Assim que ela me aceitou (aeer haha), logo pensei em chamá-la para fazer um post especial sobre tatuagens.  Para quem não sabe, a Brisa também é uma sereia tatuada e tem um blog bem conhecido sobre isso. Amo/sou.

Fiquei bem feliz que ela aceitou e se dispôs a escolher algumas tatuagens e tatuadores que adora. Sei que deve ter dado trabalho, afinal, quem gosta do xaxado encontra muita opção maravilhosa por aí. Mas chega de bláblá e vamos para a participação especial da semana.  Com a palavra, Brisa:

Bom, vamos lá! Primeiro que nunca pensei que seria tão difícil pra mim listar 5 tatuagens (e tatuadores) que curto, mas com muito esforço consegui. Abaixo minhas escolhas…

1- As adagas que minha tatuadora , a Maria Fernanda Brum (Analogic Love), tem atrás da perna feita pelo marido dela o Arthur de Camargo é a tatuagem mais linda e incrível que eu já vi na minha vida. Acho que ela nunca será superada no meu conceito.

as-escolhas-de-brisa-issa_3
2- Neste caso elegi o tatuador: Mike Adams. Mesmo eu só tendo tatuagens coloridas, pago um pau pros trabalhos (praticamente todos são pretos) do Mike Adams, ele seria o único tatuador que eu teria uma tatuagem depois da Nanda.
as-escolhas-de-brisa-issa_2

3- Um dos desenhos que eu mais amo (depois das sereias, é claro) são os kwepies, bonequinhos japoneses que estampavam as embalagens de maionese lá do oriente e que também aparece no mundo da tatuagem old school. Pra mim a tatuadora especialista neste desenho é a Jenn Mathews lá do Hawaii (tem post no Brisa Ink aqui). Tem os da Kim-Anh mas eu ainda amo mais os da Jenn.

as-escolhas-de-brisa-issa_1

4- 99% das tatuagens que eu tenho foram feitas pela Maria Fernanda Brum (Analogic Love), tenho paixão especial por cada uma delas, mas a que mais perguntam pra Nanda “quem fez esta tatuagem?” com certeza são os meus dentinhos kkkk. Tenho um ruim (que fiz quando perdi o dente kkkk) e depois fiz um bom, pra eu não ter mais problemas dentários.

foto

5- Escolhi esta pois achei um trampo muito bem executado, bom traço, ótima seleção de desenhos.. enfim, eu teria uma barriga assim kkkk

tattoo2_StuartCripwell
Stuart Cripwell
6- Outro estilo que sou muito fã (além do old school) é o de cadeia russa. O meu sonho era ter estas estrelas no joelho (que significa “eu não me ajoelho perante ninguém”), mas os meus são horríveis então acho que não será nesta vida que terei esta tattoo.

tattoo1

—–

Excelentes escolhas e ainda veio com uma a mais. Quem sabe faz ao vivo, minha gente <3 Obrigada pela participação, sua linda :D

brisa-issa
Brisa – pin-up rockabilly com bom gosto

Para segui-la: Fanpage | Instagram | Blog | Suas tattoos

Beauty Guru: Lu Bortoline

Rafael Côvre

Já comentei diversas vezes por aqui que respeito muito quem tem coragem de largar tudo para seguir um sonho (um talento oculto etc). A maquiadora Lu Bortoline é uma dessas pessoas que saiu da zona de conforto para realizar sua vontade em embelezar as pessoas. Como a acompanho no Instagram, entrei em contato e conversei com ela a respeito de sua nova profissão.  Além de ser uma boneca, foi super atenciosa e me passou dicas legais.

Aos 25 anos, Lu largou o emprego fixo de sub-gerente em uma loja de roupas em São Paulo e mergulhou de cabeça no mundo da maquiagem. Antes de tudo, fez um curso profissional particular com a beauty artist Lucy Martinez (a encontrei no IG dela, inclusive) e foi aperfeiçoando o ensinamento nas amigas e nela mesma, até sentir-se segura para seguir adiante. Sempre em busca de conhecimento, a maquiadora conseguiu seu espaço no VM Vintage club ao lado dos profissionais Willy Morales e Gabriela Gusso (que é de Curitiba e ganhou o reality “Por um Fio”, da GNT), onde também aprende as técnicas para fazer cabelos em produções.

Lu contou que conseguiu entrar no mercado por meio de indicações e, ao fazer um bom trabalho e ter uma postura profissional, foi sendo indicada para novas empreitadas. Em seis meses como freelancer, já trabalhou com pessoas bem diferentes e está colhendo bons frutos pelo seu talento e profissionalismo. “É um reconhecimento super valioso, pois se você foi indicado, significa que está no caminho certo”, analisa.

PRODUTOS FAVORITOS

Oba, agora vem a parte das dicas de produtos. Perguntei pra linda quais eram seus produtos favoritos e ela citou os que nunca a deixaram na mão: Primer Benefit Porefessional, iluminador Benefit Watts’up, máscara de cílios Lancôme Hypnose Drama, paletas de sombra Urban Decay Naked2 e Vice2, paleta de corretivos Kryolan.

Para o dia a dia, Lu não dispensa batom, lápis, pó compacto, base e blush. Ah, ela adora MAC, é claro!

 

TRABALHO

beauty-guru-lu-bortoline_videocli2
Tássia Reis. Make por Lu Bortoline

A maquiadora já assinou a beleza de alguns videoclipes, como o da cantora Tássia Reis. Nesses casos, ela costuma carregar na pele para esconder algumas imperfeições, mas ainda não usa maquiagem HD. “Eu acho essencial, acompanhar o set em todos os momentos, ficar ao lado do diretor e do monitor, que é onde você pode visualizar qual vai ser o resultado final e fazer os retoques se preciso”, explica. Vale a pena conferir o clip aqui (direção do namorado de Lu, Bruno Cons), amei!

lu_video

Quem estiver a fim de se produzir com a gata (eu quero!), ela atende aos sábados no WM Vintage Club em Sorocaba. Lu promete deixar a mulherada bem feliz e com autoestima lá em cima!

beauty-guru-lu-bortoline_0_0_0

beauty-guru-lu-bortoline_6

beauty-guru-lu-bortoline_00
Gabriela Gusso, do VM Vintage club
beauty-guru-lu-bortoline_0_0
Lu em ação
beauty-guru-lu-bortoline_4
Make da Eliane Giardini por Lu ;)

beauty-guru-lu-bortoline_8

beauty-guru-lu-bortoline_0
automake <3
beauty-guru-lu-bortoline_7
Sendo linda

Para finalizar, eu perguntei qual era dica valiosa para uma maquiagem bem feita e  um segredinho para dar “tchan” numa make do dia a dia:

Uma maquiagem linda começa a partir da pele, fazendo uma pele bem feita você já tem 80% de chances de acertar na maquiagem bem feita. Essa é a dica, caprichar na pele. Pra mim o “tchan” se trata de coisas simples e transformadoras, por exemplo, se você já está com a maquiagem básica, pele, rímel, blush etc, o que vai transformar numa make poderosa são aqueles indispensáveis: delineador, batom escuro, sombra marrom, bronzer e, se quiser, um iluminador. Não é preciso usar todos juntos. Mas um deles, já vai fazer uma grande diferença! São coisas que cabem fácil na bolsa. Nós mais do que ninguém, sabemos o que fica bonito pra nós mesmas, então é muito importante ter uma noção de como carregar mais a makeup.

Guardem o nome dessa bonita porque ela ainda tem uma estrada longa (de sucesso) pela frente. Eu a acompanho desde o ano passado e a evolução é visível e colorida.
Para segui-la nas redes sociais: Tumblr | Instagram | Fanpage

A ilustração de Kael Kasabian

Kael Santana de Lima aka Kael Kasabian é um ilustrador super talentoso que descobri por meio da Ana Carolina do blog Flores e Corações. Quando vi a ilustração pronta do lindo e danado Café, logo quis encomendar uma para o meu amor caolho Camões. Fiquei apaixonada pelas cores e, principalmente, o traço. Super meticuloso com listras coloridas que dão um certo “volume” ao desenho.

Pedi mais informações para Ana Carolina e já entrei em contato com o Kael para saber preços e como era o processo do trabalho. O artista foi super prestativo e educado, sendo que até me mandou foto da cachorrinha Bibi e contou que sua mulher tem uma ONG em Iúna/ES que recolhe cachorros abandonados. Muito amor, né não? Ah, um adendo interessante: Kael mora no Espírito Santo, mas é de Santos/SP. Depois de tudo acertado, mandei quatro fotos do Caolho e ele resolveu fazer um mashup:

caolho kael kasabian

Em poucas semanas, Kael me mandou um detalhe da ilustra:

kael kasabian

Já fiquei super ansiosa e no dia seguinte ele me mandou o resultado final:

tumblr_mlvvt8HwED1r8s0g0o1_500

Como não amar, Brasil? Olha a perfeição do trabalho do Kael! Já recebi a ilustração em papel canson creme que foi feita com tinta acrílica, aquarela e caneta. Quero colocar numa moldura bem linda e pendurar na parede de tão orgulhosa que estou (pena que não acho uma moldura assim de 15×21, AJUDAEU)!

kael kasabian

Fiquei tão animada que resolvi fazer umas perguntas para ele. Bora conhecer um pouco sobre este talento:

Mais 20 Minutos entrevista Kael Kasabian

– Quando começou a ilustrar?

Em 2002, ganhei um kit para desenho de uma  tia e de lá venho trabalhando sem parar.

– Quais são suas referências artísticas?

São muitas, mas o surrealismo, a art noveau, os mangás japoneses e a street art são os principais.

– Como desenvolveu esse método de ilustrar? Fiquei impressionada como os traços meio ondulados são meticulosos.

No começo, em 2009 ou 2010, fiz alguns trabalhos pequenos, usando restos de tinta acrílica com água. Fiz alguns animais como se fossem aquarelas. Depois  em 2011, comecei a usar um pincel bem fino para fazer algumas linhas coloridas em cima destas aquarelas, daí com o tempo abandonei a aquarela e só usei as linhas coloridas.

– Quanto tempo leva para desenvolver uma ilustra?

Depende muito. No caso destas coloridas, com as linhas, se for pequena dentro de 2 a 3 dias. Se  for grande (A4, A3 ou A2), dentro de 2 a 3 semanas, já as outras ilustrações o tempo varia conforme a quantidade de detalhes e cores.

-Como define seu trabalho?

Em processo, como comecei de forma autodidata, ainda não consegui “fechar” um estilo que me agrade. Apesar que, os clientes e amigos próximos, sempre digam que já reconhecem meus trabalhos, geralmente pela temática e a escolha das cores.

– Além de criar ilustrações maravilhosas, você possui outro trabalho ou se dedica somente a isso?

Atualmente só me dedico às ilustrações, mas em breve começarei a entrar no mundo das tatuagens.

– Para finalizar, qual seu álbum predileto (ou música) do Kasabian? Não resisti e tive que perguntar!

O álbum sem dúvida é o primeiro, de 2004, quando conheci Kasabian foi um momento de mudanças bruscas na minha vida e as músicas bateram forte em mim. Fora que no primeiro álbum o som, o vocal do Tom Meighan, soem como rebelião, algo agressivo. Infelizmente com os  álbuns seguintes eles perderam esta “revolta” e se tornaram pop.

Se você curtiu e quer fazer uma ilustração com ele também (três amigas já pediram todas as informações, hehe), pode entrar em contato por e-mail com ele aqui. Kael também tem Tumblr e Flickr. Dê uma olhada no álbum somente com ilustras de animais, <3.