Feat.

Estou de bem: consumo controlado por Dani

Dia 25 de junho criei um projeto chamado “Estou de bem“. De bem com o cabelo, peso, a altura e o que mais você odiou a vida toda em você mesmx e resolveu fazer as pazes. Pedi participação aqui e recebi um e-mail bem legal da Dani Kopsch do Less is the new Black que resolveu seu problema com o consumismo e hoje tem um guarda-roupa mais enxuto e digníssimo. Bora ler o relato da gata:

Oi! Achei genial a ideia do “estou de bem”. Afinal, todo mundo precisa se reconciliar com tanta coisa na vida. Especialmente com nós mesmos.

Eu queria participar contando da minha história com meu guarda-roupa. Costumava comprar muitas coisas novas e não me dava conta do dinheiro que eu gastava com roupas. Um dia, de bobeira, resolvi olhar o histórico do cartão de crédito do último ano e somar o quanto gastei com roupas. A descoberta foi um choque. O número é constrangedor para dizer, mas daria uma boa viagem de férias.

Resolvi dar um basta naquilo. Primeiro, desapeguei de muita coisa. Vendi e dei um terço do meu guarda-roupa, mas percebi que não foi o suficiente. Um ano depois, ainda tinha muita coisa (e continuava comprando, embora menos). Então, criei um desafio: viveria um ano com 50 peças no meu guarda-roupa. Me livraria do resto e aprenderia a viver feliz com menos.

IMG_9763
Armário novo com 50 peças

Com certeza esse “menos” é questionável. Para uns, 50 peças de roupa é muito, para outros é impensável viver com tão pouco. A verdade é que o número pouco importa. O terapêutico nesta decisão foi a tarefa de limitar o guarda-roupa e aprender a viver com ele. Estou contando a experiência no blog http://www.lessisthenewblack.wordpress.com e os amigos estão acompanhando e me incentivando a continuar.
Até o momento, estou feliz da vida. Meu armário, que sempre vivia bagunçado, está super enxuto e consigo visualizar tudo o que eu tenho de uma vez – o que ajuda a me arrumar mais rápido e estimula a criatividade de inventar novas combinações. Minha expectativa é não comprar mais nada novo por um ano e guardar esse dinheiro que eu costumava gastar com roupas para investir em experiências: viagens, passeios, cursos. Me sinto muito bem e recomendo a todos essa avaliação do próprio consumo. Onde será que está o rombo do seu orçamento? Roupas, livros, restaurantes, sapatos, gasolina, balada? Talvez em algum desses itens você esteja gastando mais do que imagina. Vale a pena conferir o histórico do cartão de crédito para descobrir.

IMG_2512
Combinações que a Dani faz com as peças <3

Se alguém quiser participar, me mande um email me contando o que ficou de bem. Se tiver foto pra ilustrar, melhor ainda. Email aqui.

Movimento #aletradaspessoas

Para começar a semana com muita inspiração: desde a semana passada está rolando uma campanha muito legal que resgata a letra cursiva. Estamos tão acostumados com digitação, mil fontes, emoticons, caracteres digitais, whatsapp e chats que a escrita à mão foi meio que esquecida e utilizada para poucas coisas. Carta? Não mais, agora o lance é tudo por e-mail.

A brincadeira em questão começou com a ilustradora carioca Clara Gomes que achou interessante ver uma lista de compras de sua amiga que havia sido escrita à mão. Logo a mesma postou o seguinte:

clara
“Com toda a sua cadência, particularidades, incongruências, hesitações… Eu adoro a letra. #aletradaspessoas” (Daqui)

clarinha-gomes

Os amigos de Clarinha se animaram e acabou virando uma corrente sensacional com a hashtag #aletradaspessoas e #minhaletracursiva. Me empolguei e postei minha letra na fanpage do blog. Para minha surpresa, recebi alguns comentários com fotos das letras de quem me acompanha. Pedi permissão e vou postar a participação das meninas. Uma letra mais bonita que a outra:

letra Manuela Paiva Ellon
Letra da Manuela Paiva Ellon
letra Barbara Linares
Letra da Barbara Linares
letra - Manu Tárrega
Letra da Manu Tárrega
letra - simone
Letra da Simone Crepaldi
foto (1)
minha letra <3

Edit:

cartinha debora bacura
Letra da Débora Bacuri

Espero que continue tudo isso! E quem quiser participar, vá aqui, por gentileza!

Gosto e uso: colete jeans

Desde o ano passado uso enlouquecidamente meu colete jeans. Acho que quebra a monotonia de qualquer look.

Bom, o colete era uma peça masculina que fazia parte do paletó para que pudesse formar o terno. Os homens costumavam guardar o relógio de bolso (oi Santos Dumont!) e, graças a Mme. Chanel, a peça passou a fazer parte do vestuário feminino nos anos 20.  Desde então, virou algo bem democrático e é utilizado por todos os gêneros e estilos de vida (hipster, roqueiro, punk, clássico etc).

marlene
Marlene Dietrich
Annie-Hall2
Diane Keaton em Annie Hall <3
clash_0
Joe Strummer do The Clash

IDEIAS DE COMO USAR

colete jeans 2
com vestido e coturno
colete jeans 3
Com estampa atrás
colete jeans 4
Grudando broches e bottons
colete jeans 5
Com shortinho
colete jeans 6
Com sobreposição e maxicolar
colete jeans 7 - balmain
Da Balmain
colete jeans 8
Com saia

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL

guid-nao-repete
Guid, minha it-amiga, do Não Repete com duas maneiras de usar o colete (daqui). Já falei a respeito desse blog maravilhoso aqui

COMO EU USO

Eu uso sempre com uma camiseta do rock (geralmente a do Ozzy) ou qualquer outra camiseta:

colete jeans - eu

colete jeans -eu2
Tô de Bowie – eu pendurei essa lindeza :)

Palmirinha do dia: Cupcake da Dani + The Blogcademy

img2

Quem conversa comigo, sabe que volte e meia eu cito “minha amiga que mora na Nova Zelândia”. Primeiro que adoro e morro de saudades dela, e venhamos e convenhamos, que é legal ter uma amiga que reside por lá. Pois bem, a Dani é uma cozinheira de mão cheia e voltou a blogar para participar do projeto The Blogcademy. Ela explica a respeito:

A The Blogcademy é um workshop de dois dias ministrado pelas blogueiras responsáveis pelo Rock n Roll Bride, Gala Darling e Nubby Twiglet sobre como blogar de maneira estratégica e profissional sem comprometer o seu estilo e personalidade. Os workshops são realizados em várias cidades do mundo e dia 6 de Dezembro vai ter um Auckland, na Nova Zelândia. E, para cada workshop, é oferecida uma bolsa de estudos.

Eu comecei a blogar em 2001 e desde então criei inúmeros blogs, hospedados em diferentes plataformas sobre todos os tipos de assunto. E toda vez a mesma história se repetia: pouco tempo depois da empolgação inicial, alguma coisa acontecia e acabava deixando o blog de lado. E nesses últimos anos a blogosfera mudou muito e tão rápido que não consegui acompanhar. Quando decidi voltar a blogar esse ano, eu senti que precisava de uma ajudinha extra. E foi quando eu descobri a Blogcademy. Pra concorrer a bolsa, eu decidi conquistar pelo estômago e ai surgiu essa receita de cupcakes!

A Dani está participando com uma receita maravilhosa de cupcake e pedi para ela traduzir para passar aqui também, aeeeer! Que amiga, não? Quem puder curtir a application da Blocademy, vá aqui. #ChooseDani

img3

Cupcakes de Amêndoas com Mascarpone

com Cobertura de Arco-íris de Creme de Manteiga 

Para os cupcakes

1 xícara + 1/4 de farinha com fermento
1 xícara de farinha de amêndoas
1/2 colher de chá de fermento para bolos
3/4 + 2 colheres de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de extrato de amêndoas
3 ovos grandes
1/2 xícara de mascarpone
3/4  xícara de manteiga sem sal derretida

Pré-aqueça o forno a 180ºC e forre uma forma para 12 cupcakes com forminhas de papel. Peinere as duas farinhas, açúcar e fermento e combine os ingredientes. Bata os ovos junto com o mascarpone e o extrato de amêndoas.

Adicione essa mistura aos ingredientes secos. Misture bem antes de incorporar a manteiga e bata ate a massa ficar homogênea. Divida a massa nas forminhas e asse por 18 a 22 minutos, dependendo da potência do seu forno.

img4

Para a cobertura

Um bloco de manteiga (200g), em temperatura ambiente
3 xícaras de açúcar de confeiteiro
2 colheres de sopa de leite
1 colher de chá de extrato de baunilha

Usando uma batedeira, bata a manteiga ate ficar bem fofa e clara (cerca de 5 minutos em velocidade média). Adicione metade do açúcar e bata por 3 minutos, primeiro na velocidade baixa e depois aumentando para a média. Adicione a outra metade do açúcar e repita o processo. Finalize adicionando o leite e o extrato de baunilha. É importante que o creme de manteiga fique bem esbranquecido e fofo.

Para o efeito de arco-íris, eu segui os passos desse rainbow swirl cupcake frosting by Cupcake Jemma da Cupcake Jemma. Mesmo que você não fale inglês, o vídeo eh bem claro e fácil de seguir. É só porcionar a cobertura, aplicar o corante e colocar cada cor em camadas dentro do saco de confeiteiro.

Obrigada, Dani! Torcendo muito por você. Não esqueçam de conhecer  e curtir a application da Blocademy aqui <3

As escolhas de Brisa Issa

283904_200337853357496_2757487_nSabe aquela pessoa que você simpatiza de graça e sempre tromba por aí, mas nunca conversou? É o que rolava com a produtora de moda Brisa Issa. Como eu tenho síndrome da rejeição, não sou de solicitar amizade no Facebook, porém, resolvi adicioná-la esta semana. Assim que ela me aceitou (aeer haha), logo pensei em chamá-la para fazer um post especial sobre tatuagens.  Para quem não sabe, a Brisa também é uma sereia tatuada e tem um blog bem conhecido sobre isso. Amo/sou.

Fiquei bem feliz que ela aceitou e se dispôs a escolher algumas tatuagens e tatuadores que adora. Sei que deve ter dado trabalho, afinal, quem gosta do xaxado encontra muita opção maravilhosa por aí. Mas chega de bláblá e vamos para a participação especial da semana.  Com a palavra, Brisa:

Bom, vamos lá! Primeiro que nunca pensei que seria tão difícil pra mim listar 5 tatuagens (e tatuadores) que curto, mas com muito esforço consegui. Abaixo minhas escolhas…

1- As adagas que minha tatuadora , a Maria Fernanda Brum (Analogic Love), tem atrás da perna feita pelo marido dela o Arthur de Camargo é a tatuagem mais linda e incrível que eu já vi na minha vida. Acho que ela nunca será superada no meu conceito.

as-escolhas-de-brisa-issa_3
2- Neste caso elegi o tatuador: Mike Adams. Mesmo eu só tendo tatuagens coloridas, pago um pau pros trabalhos (praticamente todos são pretos) do Mike Adams, ele seria o único tatuador que eu teria uma tatuagem depois da Nanda.
as-escolhas-de-brisa-issa_2

3- Um dos desenhos que eu mais amo (depois das sereias, é claro) são os kwepies, bonequinhos japoneses que estampavam as embalagens de maionese lá do oriente e que também aparece no mundo da tatuagem old school. Pra mim a tatuadora especialista neste desenho é a Jenn Mathews lá do Hawaii (tem post no Brisa Ink aqui). Tem os da Kim-Anh mas eu ainda amo mais os da Jenn.

as-escolhas-de-brisa-issa_1

4- 99% das tatuagens que eu tenho foram feitas pela Maria Fernanda Brum (Analogic Love), tenho paixão especial por cada uma delas, mas a que mais perguntam pra Nanda “quem fez esta tatuagem?” com certeza são os meus dentinhos kkkk. Tenho um ruim (que fiz quando perdi o dente kkkk) e depois fiz um bom, pra eu não ter mais problemas dentários.

foto

5- Escolhi esta pois achei um trampo muito bem executado, bom traço, ótima seleção de desenhos.. enfim, eu teria uma barriga assim kkkk

tattoo2_StuartCripwell
Stuart Cripwell
6- Outro estilo que sou muito fã (além do old school) é o de cadeia russa. O meu sonho era ter estas estrelas no joelho (que significa “eu não me ajoelho perante ninguém”), mas os meus são horríveis então acho que não será nesta vida que terei esta tattoo.

tattoo1

—–

Excelentes escolhas e ainda veio com uma a mais. Quem sabe faz ao vivo, minha gente <3 Obrigada pela participação, sua linda :D

brisa-issa
Brisa – pin-up rockabilly com bom gosto

Para segui-la: Fanpage | Instagram | Blog | Suas tattoos