Fashion

Stories…. By Kelly Osbourne

Quem assistia o reality show The Osbournes (amava), sabe muito bem que os filhos do príncipe das trevas evoluíram bastante de lá pra cá. Kelly Osbourne, por exemplo, passou de uma adolescente emo, problemática e cafoninha pra um ícone fashionista, chegando apresentar “Fashion Police” e “Live from Red Carpet”, no canal E!. Além disso, fez a modelo para a marca de Madonna e Lourdes Maria, e teve uma coleção exclusiva de make para a MAC. Claro que tudo isso sem perder sua própria essência: continua fazendo tatuagens e mudando seu cabelo como ninguém.

6b2e0ac20025827e4da1cbb9
miga, sua louca

Aproveitando seu status fashion, Kelly uniu-se com a Jupi Corp e lançaram Stories… By Kelly Osbourne em Setembro de 2014. A marca vem com a proposta em oferecer roupas de bom gosto e excelente qualidade para todos os tamanhos possíveis. O fato de que a fashionista sofre com a balança desde sempre foi um grande aliado para levar para as mulheres de todos os tamanhos e formas, algo interessante para vestir.

O nome da marca é pra registrar que cada roupa pode possuir um significado. Cada coleção lançada foi nomeada como Chapter (Capítulo) 1 e Chapter 2. Kelly explica que a linha é para toda mulher criar sua memória e contar sua própria estória. “Eu percebi que cada peça do meu armário contava algo bom ou ruim. Tem o vestido que usei em um primeiro encontro, outro que fez com que eu saísse numa lista de “mais bem vestidos”. Estou empolgada para conhecer as estórias incríveis que as mulheres vão criar com as peças dessa coleção”, completa.

kelly_osbourne_web
o nome da marca foi tatuado em sua cabeça

A coleção “Chapter 1”, bem como a “Chapter 2” tem uma seleção de camisetas, tops, jaquetas e vestidos com tecidos de alta qualidade e com acabamento impecável. Todas as peças estão disponíveis em tamanhos variados e foram criadas para ajustar em todas as formas que o corpo feminino possa ter a fim de que a silhueta fique bonita.

Particularmente, achei a coleção de extremo bom gosto e adorei as estampas escolhidas para camisas e vestidos. Os moldes saem do senso do comum, resultando em um look moderno. Pesquisei também a respeito dos modelos 48/50/52 etc e realmente funciona e adequa bem ao corpo! Ponto pra Kelly O.

kelly stories

Kelly-Sketch_1024x1024

 

Siga: Facebook Instagram.

Looks da Xuxa nos anos 80

xuxa 80s 21
Antes de ser considerada a ‘rainha dos baixinhos’ aqui no Brasil, Xuxa foi uma modelo bem cotada nos anos 80. Naquela época era comum fazer ensaios mega sensuais pra revistas masculinas e até femininas. Além disso, Xuxa também fez o polêmico filme “Amor Estranho Amor” onde seduz um menor de idade. Por conta disso, a sociedade a julgou (e ainda a julga) por esses trabalhos e, mesmo assim, a apresentadora bombou muito. xuxa 80s-1

Obviamente fui ‘baixinha’ dela, assistia ao Show da Xuxa toda manhã, ficava doida com aquele café da manhã que ela oferecia pra plateia, chorava quando era aniversário dela, parecia sensacional ir até lá e mandar beijo pra galera. Hoje em dia, assistindo aos primeiros programas, vemos a falta de paciência dela e alguns dizem que as paquitas davam croques na pirralhada. Na TV era aquele mundo fantástico e não tinha nenhuma apresentadora (ou apresentador) que não tivesse um passado mais ~obscuro~, verdade seja dita. Mais fácil colocar uma criança pra apresentar, tipo a MAÍSA.

Também assisti todos os filmes (amo até hoje Xuxa contra o Baixo Astral que é o nosso Labirinto). Enfim, Xuxa tinha o toque de Midas no mundo infantil, fato. Teve até marca de roupa chamada Bicho Comeu, fez sucesso na Argentina e nos Estados Unidos. Não vou mentir que gosto dela, pois se a visse hoje em dia, iria achar surreal. Afinal de contas, Xuxa fez parte da minha infância e começo de adolescência.

Dias desses estava vendo uns vídeos antigos e nonsenses dela num post do Buzzfeed BR e botei reparo em seus looks. Volto a falar: anos 80 são amor puro e verdadeiro. O visual da Xuxa naquela época era basicamente hot pants, bota com cano altíssimo, jaquetas com ombreiras enormes e com pegada militar, algum top maluco e cabelo presos em cima que hoje em dia chamamos de xuxinhas. Claro que, como a própria época pede, tudo era bem espalhatafoso/excêntrico. E também com uma pegada espacial e futurista, afinal, ela ia embora numa nave. AMO! As paquitas tinham uniformes fixos que só trocavam de cores (azul ou vermelho). O figurino da Xuxa – criado por Sandra Bandeira – realmente reinava horrores e por isso fiz uma galeria pra relembrar, já que foram mais de 750 looks usados em apenas dois anos de programa desde a estreia (foram seis anos no total) :

Gostaria de ter vivido: anos 80

Acredito que seja bem normal romantizar uma época não vivida. Acho, visualmente, os anos 50 e 60 belíssimos, mas não gostaria de ter vivido por lá. Se pudesse ter escolhido uma década para ter vivido minha adolescência, certeza que seria 1980. Eu nasci no meio dela -’85 -, logo tive uma parte da infância por ali e o restante foi nos anos 90. Consegui pegar os melhores desenhos animados e confesso que o resto foi interessante sim, só que trocaria facilmente. Mas por que os anos 80? Pela música, pela moda, pelas festas, pelo movimento em geral. Meio dos anos 70 e início dos 80, principalmente na Inglaterra: adolescência mais interessante.

teenager 76

Look gótico post-punk é meu amor de vida, não essas porcarias de suave com misto de 90s. Fui uma “gótica” anos 90, era ridícula e não cool como hoje em dia. Foi o que mais identifiquei no início do meu entendimento como ser humano. Eu não era desse tipo mega depressiva e passeava no cemitério com minha vó (sério, ela curtia muito dar rolê por lá e me levava junto). Fui super solitária em termos musicais e “fashionista”, já que no interior do Paraná ser assim não era comum. Como já tinha conexão discada, consegui me inspirar nos looks do The Cure, Sisters of Mercy, Siouxsie etc, mas sempre de uma maneira low profile. Lembrando que achava lindo o cyber goth e pelamor, coisa terrível, né? No local que cresci não tinha balada gótica, então ficava sozinha no quarto escutando minhas músicas (o que hoje é muito bonito, mas na minha época era apenas loser mesmo). Esse ano, quando fui pra SP, conheci uma casa noturna estilo Madame Satã e pude me realizar por lá. Tardio, porém válido. Acredito que se tivesse tido oportunidade seria uma espécie de Debbie Harry, Madonna e Siouxsie: toda virada de qualquer jeito.

teenager - 80sgoth

teenager -77
Suécia, ’77
teenager 79
’79
teenager - 80sss
Sobre o estilo dela aqui
teenager 80s
Sobre ela aqui

teenager 80ss

teenager- 83
’83

teenager 800

teenager 802 goth

teenager 802

teenager 822

teenager t

Aqui tem várias inspirações. Aliás, em breve faço um post sobre a Nina Hagen.

Inspiração pra look: Helen Anderson

Helen Anderson 2

Helen Anderson tem mil funções na vida, o que acho inspirador: graduada em Film and Moving Image é também blogueira, personal stylist e cantora na banda Box of Light. A encontrei pelo blog Rock’n’Roll Bride em que ela divide as fotos de seu noivado e fui atrás porque amei o estilo da moça. Como Helen tem um corpo parecido com o meu – baixa e mais voluptuosa – fiquei fuçando o Instagram dela pra procurar ideias para me vestir. Não é fácil encontrar blogueiras com o estilo que gosto (mais alternativo) e que sejam mais baixas.

Segundo a própria, sua influência vem dos anos 80 e 90, rock, vintage e do glamour hollywoodiano mais trasheira. Amo/sou.

Clipe da banda dela

Para seguir: blog | ig | youtube | facebook

O visual de Lu de Totalmente Demais

Lu de Totalmente Demais 5

Confesso que antigamente era beeeem noveleira. A última que assisti bem certinha mesmo foi Avenida Brasil e o restante assisto por partes, quando janto com minha mãe (que sempre acompanha uma ou outra). Dia desses estava passando “Totalmente Demais” que é a nova das sete. Botei reparo no look de Maria Luiza (Julianne Trevisol), a Lu, que é assistente pessoal da personagem de Juliana Paes. Como a menina trabalha numa revista de moda feminina, logo o estilo dela tem todo um diferencial. Além disso, li que a personagem será blogueira e, por isso, a figurinista Rô Gonçalves e a caracterizadora Carmen Bastos trabalharam para que Lu seja a maior referência de moda na novela.

Para isso, o cabelo da atriz foi descolorido com um fundo acinzentado e as roupas escolhidas sempre são modernas, com um crash de estampas que se completam e muitas cores (pastel reina). Outro detalhe importante foi escolher acessórios divertidos como brincos de marcas brasileiras e bolsas da Les Petits Joueurs.

Lu de Totalmente Demais 3

Dei um pesquisada e tem até um Instagram “fake” chamado Visu da Lu com as fotos dos looks do dia. Peca pelo nome que é bem óbvio e sem graça, e também por não ter créditos das peças (blogueira que é blogueira posta até o nome do fio do cabelo). Bora acompanhar para ter bastante inspiração, já que a figurinista está arrasando nas escolhas e composição.

Lu de Totalmente Demais 2
Look militar romântico
Lu de Totalmente Demais 4
Vermelho com verde <3
lu t
estampa parecida com a de cima. espero que ela repita peças de outras formas
Lu de Totalmente Demais 6
Colar e pulseira da Ylla Bijoux
Lu de Totalmente Demais 7
AMEI esse look. Detalhe da bandana amarrada no pulso. O brinco é da Gla Acessórios
Lu de Totalmente Demais 8
O sapato dourado do look é da Zara


Lu de Totalmente Demais 9

Lu de Totalmente Demais 10
Socoro essa blusa

Lu de Totalmente Demais 11

Lu de Totalmente Demais 12
com tênis colorido

Lu de Totalmente Demais

Para seguir: aqui