Tattoo

Tatuagem sobre um amor: sorvete

Desde muito novinha eu aprendi que sorvete é uma das maiores delícias do mundo. Minha mãe ama e toda vez que ela queria fazer algo diferente na cidade do interior, me levava pra tomar sorvete. Lembro que quando o Ayrton Senna morreu, fiquei muito triste e ela me levou numa sorveteria que tinha perto de casa pra tentar me alegrar. Inclusive, nós éramos super apegadas nessa sorveteira (íamos e voltávamos a pé para ‘queimar’ hahaha) porque os donos faziam um sorvete artesanal maravilhoso. Enfim, sempre fui apaixonada e tomo até aqueles da Molico que não são tão calóricos.

sorvete gif
te entendo, amiguinha

Estou tentando preencher uns espaços no meu braço esquerdo e tem um buraco que vai dar certinho pra tatuar um sorvete pequeno. Quer dizer, eu coloquei na minha cabeça que ali serve uma tatuagem desse tipo. Para dar uma inspirada, fiz uma pesquisa no Pinterest sobre o tema:

ice cream sorvete tattoo 5-1

ice cream sorvete tattoo 7

ice cream sorvete tattoo

ice cream sorvete tattoo 6

ice cream sorvete tattoo 11

Tem mais aqui

As tatuagens originais de Jiran

Jiran Yang

Quem me mandou essa boniteza foi a Marília e não poderia perder a oportunidade em postar aqui. Para quem gosta de tatuagens mais divertidas, o trabalho de Jiran Yang é perfeito. A tatuadora de Seoul, Coréia, é mestre em desenhar animais de estimação com uma visão inusitada: um misto de cartoon e old school. Não raro, ela sempre dá um jeito de assinar a peça com uma folhinha de maconha e, agora, está na Europa em turnê com seu traço firme e cores vibrantes. Adoraria ver como ela retrataria meu Camões, <3.

Jiran Yang 4

Jiran Yang 12

Entrevista: Jessica O.

Jessica O. 5

Mais uma entrevista com tatuadora brasileira, yay. Conheci o trabalho da Jessica O. pela Brisa Ink, fiquei bem apaixonada e vou dar continuidade ao perfil dela aqui. Com um traço seguro e as cores clássicas do old school, a tatuadora catarinense de 27 anos faz um trampo digno de um Salon Serpent Tattoo Parlour da vida. Bora conhecê-la:

1) antes de tudo, conte como surgiu o interesse em ser tatuadora. o que fazia antes?

Eu sempre amei desenhar, sempre foi o que quis fazer, aí eu fiz moda achando que poderia me realizar nisso, trabalhei com desenvolvimento de produto e várias coisas fora da área também, mas eu tava muito infeliz e larguei tudo. Fiquei sem saber o que fazer da vida, e resolvi fazer o que sempre amei, desenhar, em casa mesmo, sem pretensão de ganhar algo com isso. Meu amigo Bode Burton, tinha um studio com um sócio na época, e precisava de alguém pra atender e me falou que se eu quisesse, depois que eu tivesse preparada, ele me ensinaria a tatuar. E foi assim, comecei atendendo, limpando, estudando muito, como aprendiz dele e em agosto faz 3 anos que tô nessa vida maravilhosa.

2)  conte um pouco sobre suas influências artísticas

Eu me inspiro em várias coisas fora da tatuagem mesmo, gosto de imagens de papel de carta, cartões postais, ilustrações antigas, fotos antigas. Tento adaptar desenhos dos mestres dos velhos tempos (Bert Grimm, Amund Dietzel, Ben Corday, Colemann, Percy Waters, sailor Jerry) também, pra o meu traço, sempre com muito respeito e admiração. E gatos, muitos gatos, sempre hahah.

3) se pudesse ser tatuada por alguém que admira muito, quem seria?

Faz um tempo já que admiro demais o trabalho da Ashley Love, e seria demais ser tatuada por ela e pretendo um dia ainda. Mas acho incrível ter muitos amigos e amigas que admiro demais dentro da tattoo e pra mim ser tatuada por eles é muito mais importante do que ter tattoos de gente “famosa”.

4) quais são os projetos pra 2016?

Trabalhar muito, estudar sempre e viajar pelo Brasil!

5) qual dica você dá para quem quer começar a profissão como tatuadora?

Es-tu-de, muito, demais, tudo, não só desenho, não só tattoo. Estude máquina, agulhas, todo equipamento que você vai usar, pesquise como as tintas são feitas, e faça com amor. Não comece achando que você tá foda, porque o aprendizado não para nunca, e eu sou nova ainda na tattoo também, muita coisa pra aprender ainda e muito estudo pela frente!

Jessica O. 11

Jessica O. 4

Para segui-la: Fanpage | Fanpage do estúdio | Instagram

Serviço
☞ Lado Clássico Tattoo
Rua Antônio da Veiga, 495, Blumenau – SC.
Agendamentos por inbox, ou no
jessiecandraw@gmail.com

Tradicionais por Jason Monroe

working

O post de hoje é um complemento do que fiz no Brisa Ink sobre o estúdio Electric Anvil Tattoo. Mais especificamente sobre o Jason Monroe, um dos tatuadores do local. Jason já tem 10 anos de experiência e é conhecido por fazer tatuagens marcantes, seja pelas linhas limpas, cores fortes e atenção por cada detalhe. Sua filosofia é muito clara a respeito ao seu estilo “tattoos sólidas que irão manter a integridade delas com o tempo”.

Uma das razões para eu não gostar de aquarela é justamente o fato de não ter linhas que “seguram” a cor, entende? Tatuagem costuma ceder, mesmo aquelas que tem traço bem feito. Imagina as que não possuem? Viram um borrão com o passar do tempo. Para saber se um tatuador é realmente bom no que faz, veja uma tatuagem cicatrizada e mais antiga.

Jason Monroe
ciganinha encarando suas tattoos

Mas voltando, o tatuador em questão é de Beaumont, Texas e começou sua carreira em Atlanta, Georgia. Por viajar bastante, Jason começou a estudar pintura e desenho para aprimorar a técnica. Hoje atende no Brooklyn, NY, mas já viajou pelos Estados Unidos e também pela Europa tatuando pessoas com bom gosto.

Para segui-lo: Site | Instagram