Projeto Papelão

Projeto Papelão 5

Acredito que uma das coisas mais inteligentes do ser humano é saber reaproveitar objetos e oportunidades. O artista plástico Edgar de Camargo, por exemplo, idealizou em 2011 o Projeto Papelão em que reutiliza placas descartadas.

Ele coleta o material de acordo com a espessura, então corta e a transforma em um belo exemplar para decorar qualquer ambiente. As artes são feitas a mão e pintadas com efeito 3D, sempre com cores vibrantes. A inspiração de Edgar vem das tatuagens tradicionais, do religioso ao pagão e até animais e personalidades. Quero!

Projeto Papelão 4
Projeto Papelão 6 Projeto Papelão 7 Projeto Papelão 8 Projeto Papelão Projeto Papelão 2 Projeto Papelão 3

11001804_10206599479452338_4466828067175965232_n

É possível fazer encomenda pelo Facebook ou whats e retirar no estúdio True Love Tattoo, na Augusta, em SP.

Brincos magia: Doodad and Fandango

doodadandflamingo

Pra quem se amarra em acessório diferente e divertido, certamente vai adorar a marca australiana Doodad and Fandango.

Tudo começou quando Nikita Margarita, depois de uma visita para o Japão nos anos 90, se viu apaixonada pela explosão da street fashion do país. Inspirada pelas Harajuki Kids que são bastante estilosas, beirando ao teatral, Nikita que vive em Sydney, começou a estudar Fashion Design e resolveu criar uma linha diferente para acessórios e camisetas.

Logo, a Doodad and Fandango é o resultado de sua paixão por cores, pop art e plástico. As peças são inspiradas também nos anos 30 e 50 quando o metal era escasso e usavam resinas sintéticas como baquelite e galalite a fim de criar joias irreverentes. Apesar disso, os brincos da marca são feitos de Perspex que tem uma textura resinada. Fiquei totalmente apaixonada pela criatividade de Nikita que usa personagens kitschs como a vó Yetta do seriado The Nanny até pin-ups.Doodad and Fandango4
Doodad and Fandango3
Doodad and Fandango5

Doodad and Fandango Doodad and Fandango6 Doodad and Fandango7

Doodad and Fandango2

doodadandflamingo2 Doodad and Fandango8

Nikita
Nikita

Para seguir: Instagram | Fanpage

 

A ilustra de Camila Barbieri

Conheci a Camila Barbieri quando trabalhava no Lolitas Coiffure. Ela começou a fazer a sobrancelha comigo, virou minha cliente fixa e sempre vem em casa para eu atendê-la. Obviamente, a gente conversa bastante porque nessa área de beleza também podemos virar colegas da clientela (claro que não é todo profissional, mas adoro quem cuido) e descobri que a Camila é uma ilustradora maravilhosa. O trabalho dela é delicado, bem feito e inspirador.

A Cami tem 23 anos, formada em Design Gráfico pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) e trabalha como ilustradora para animação na Looks Creative Studio, em Curitiba. Como desenha desde criança, nunca viu o hobbie como profissão e tinha até vergonha em mostrar seus desenhos. Na época da faculdade, Cami fazia Arquitetura e Design ao mesmo tempo e viu que estava no rumo certo quando largou o primeiro curso e começou a pegar freelas como ilustradora.

camila barbieri 2
Rótulo / Ilustra para cerveja

O processo criativo da Camila é bem variado, dependendo muito do foco: para o trabalho (o processo) fica mais engessado por conta do cliente. Já artisticamente, ela fica mais livre com seus sketchs onde desenha e redesenha até ficar como quer. Inclusive, um dos trabalhos que ela tem mais carinho foi o seu primeiro projeto gráfico do livro A Revolução dos Bichos (aqui) que os professores adoraram e as impulsionaram a seguir carreira. Outro job amado por ela é a série de ilustras do filme Freaks que nunca foi divulgado. Ou melhor, nunca tinha sido, pois Cami ofereceu para apresentar pela primeira vez aqui no blog. Que honra!

Não bastasse essa exclusividade toda, a danada ainda fez uma HQ especialmente pra mim (pro blog) com direito ao Caolhinho junto. No estilo do trabalho de Pulp Fiction – um dos meus favoritos. Tô in love!

leti-01

Mais trabalhos

Para segui-la: Fanpage | Behance

Sobre ser mãe

Quando você nasce mulher, já vem com uma obrigação social em ter filho. É um fato que quase toda mulher pensa a respeito, seja pro sim ou pro não. O homem, por outro lado, não vem com a missão certeira em ser pai. Mas não quero falar sobre gêneros, quero falar sobre querer ou não ser mãe. Devaneios:

Eu não sei. No alto dos meus 30 anos nunca senti aquela onda forte uterina, se posso chamar assim (inventei esse termo agora, sou dessas). Óbvio que me emociono com crianças, mães e tudo mais. Me emociono MESMO. Acho belíssimo, mas ser mãe de um ser humano é brutal. Digo assim, pois acredito que nenhum tipo de maternidade deve ser negada: você pode ser mãe de gente, de cachorro, gato, boneca, até de um chinelo. Se você cuida e ama incondicionalmente e se vê como mãe, sim, você o é. Não queira tirar o direito da maternidade de ninguém, ok? Mas sabemos que ter um filho humano é muito intenso, a responsabilidade realmente vai ao um nível louco. Isso é inegável.

madonna lou

Quando falo sobre maternidade lembro muito da fase Ray of Light da Madonna, logo que ela teve a Lourdes Maria. Tem uma música – Nothing Really Matters – que é a respeito da maternidade e suas mudanças, acho incrível a letra. Simples, forte e incisiva! O clipe então é coisa de doido, ela tá de gueixa! Foi uma mudança e tanto para alguém hedonista, né?

When I was very young
Nothing really mattered to me
But making myself happy
I was the only one

Now that I am grown
Everything’s changed
I’ll never be the same
Because of you

Eu nem sei que fase da Madonna me encaixo, mas não chega perto de ROL. Enfim, conheço uma pessoa que nasceu pra ser mãe: a minha. Ela enxerga a maternidade como algo sagrado – que realmente o é – mas indiscutível, muitas vezes. Por ter lutado muito para ser mãe, sempre achou um despautério uma mulher não querer sê-lo. Às vezes acho que entrei na vida dela até para balancear isso tudo. Nós somos yin e yang, mãe e filha. Hoje em dia, ela entende meu ponto vista. E tenho certeza que se eu engravidasse sem querer, mesmo não tendo condições em criar, ela daria o jeito dela. E não quero isso. A criança não tem culpa das cagadas dos adultos.

malevola

Acho que tenho medo em me vir como mãe. Serei aquela super protetora? A estabanada? A não carinhosa?

Marcar alguém é muito perigoso. A criação e formação intelectual/humana/religiosa-ou-não/cultural/etc de um serumaninho (hehe) vai depender bastante de mim. Estou pronta para fazer a criança correr este risco? A verdade é que nenhuma mulher está 100% pronta pra ser mãe, né não? Sempre existirá dúvidas, medos, entre outras agruras, por mais que esteja certa disso ou não. Ser mãe é uma profissão eterna de risco. Fato.

Eu, pessoalmente, não tenho esse preparo psicológico e nem físico. Fico nervosa com aquele barrigão esticado com um bebê dentro! É bonito, mas assustador ao mesmo tempo. Não me levem a mal, tá?

Ser mãe é lindo por demais, mas nessa altura da minha vida (ainda) não é para mim. Pode ser que eu sinta AQUELA contração uterina e venha a certeza que eu precisava (junto com estabilidade emocional e financeira para que eu possa amparar a criança com decência). Mas agora não, não é pra mim. No mais, tendo ser minha própria mãe porque preciso aprender a me cuidar também.

Garotas tatuadas e bordadas por Elphie

Dias desses estava procurando fotos da Betty Broadbent que foi uma das pioneiras a ter o corpo coberto por tatuagens, em 1927. Ela fazia parte do circo Ringling Bross. Barnum & Bailey onde era uma das atrações e ficou durante 40 anos no mundo do espetáculo.

betty-broadbent-uma-pioneira-no-mundo-das-tatuagens-femininas-

Acabei achando o Instagram de Elphie Teazel Quinn que faz ilustrações e bordados bem bonitos. Fiquei curiosa pelo projeto “The Embroidered Lady” que a ilustradora utiliza papel, bordado e guache a fim de retratar o universo das mulheres tatuadas do século passado. E aí que entra a Betty Broadbent – tem um sketch com ela. Além da Betty, também terá Lady Viola, Nora Hildebrandt,Maud Wagner e outras maravilhosas tatuadas que abriram caminho pra gente.

Elphie 2

elphie0

Elphie
Detalhe: as tatuagens serão bordadas
Elphie 3
sketch
Elphie4
Sketch da Betty

Tô super curiosa para ver esse trabalho completo! Para acompanhar, siga o IG e a fanpage.