old school

Entrevista: Jessica O.

Jessica O. 5

Mais uma entrevista com tatuadora brasileira, yay. Conheci o trabalho da Jessica O. pela Brisa Ink, fiquei bem apaixonada e vou dar continuidade ao perfil dela aqui. Com um traço seguro e as cores clássicas do old school, a tatuadora catarinense de 27 anos faz um trampo digno de um Salon Serpent Tattoo Parlour da vida. Bora conhecê-la:

1) antes de tudo, conte como surgiu o interesse em ser tatuadora. o que fazia antes?

Eu sempre amei desenhar, sempre foi o que quis fazer, aí eu fiz moda achando que poderia me realizar nisso, trabalhei com desenvolvimento de produto e várias coisas fora da área também, mas eu tava muito infeliz e larguei tudo. Fiquei sem saber o que fazer da vida, e resolvi fazer o que sempre amei, desenhar, em casa mesmo, sem pretensão de ganhar algo com isso. Meu amigo Bode Burton, tinha um studio com um sócio na época, e precisava de alguém pra atender e me falou que se eu quisesse, depois que eu tivesse preparada, ele me ensinaria a tatuar. E foi assim, comecei atendendo, limpando, estudando muito, como aprendiz dele e em agosto faz 3 anos que tô nessa vida maravilhosa.

2)  conte um pouco sobre suas influências artísticas

Eu me inspiro em várias coisas fora da tatuagem mesmo, gosto de imagens de papel de carta, cartões postais, ilustrações antigas, fotos antigas. Tento adaptar desenhos dos mestres dos velhos tempos (Bert Grimm, Amund Dietzel, Ben Corday, Colemann, Percy Waters, sailor Jerry) também, pra o meu traço, sempre com muito respeito e admiração. E gatos, muitos gatos, sempre hahah.

3) se pudesse ser tatuada por alguém que admira muito, quem seria?

Faz um tempo já que admiro demais o trabalho da Ashley Love, e seria demais ser tatuada por ela e pretendo um dia ainda. Mas acho incrível ter muitos amigos e amigas que admiro demais dentro da tattoo e pra mim ser tatuada por eles é muito mais importante do que ter tattoos de gente “famosa”.

4) quais são os projetos pra 2016?

Trabalhar muito, estudar sempre e viajar pelo Brasil!

5) qual dica você dá para quem quer começar a profissão como tatuadora?

Es-tu-de, muito, demais, tudo, não só desenho, não só tattoo. Estude máquina, agulhas, todo equipamento que você vai usar, pesquise como as tintas são feitas, e faça com amor. Não comece achando que você tá foda, porque o aprendizado não para nunca, e eu sou nova ainda na tattoo também, muita coisa pra aprender ainda e muito estudo pela frente!

Jessica O. 11

Jessica O. 4

Para segui-la: Fanpage | Fanpage do estúdio | Instagram

Serviço
☞ Lado Clássico Tattoo
Rua Antônio da Veiga, 495, Blumenau – SC.
Agendamentos por inbox, ou no
jessiecandraw@gmail.com

Tradicionais por Jason Monroe

working

O post de hoje é um complemento do que fiz no Brisa Ink sobre o estúdio Electric Anvil Tattoo. Mais especificamente sobre o Jason Monroe, um dos tatuadores do local. Jason já tem 10 anos de experiência e é conhecido por fazer tatuagens marcantes, seja pelas linhas limpas, cores fortes e atenção por cada detalhe. Sua filosofia é muito clara a respeito ao seu estilo “tattoos sólidas que irão manter a integridade delas com o tempo”.

Uma das razões para eu não gostar de aquarela é justamente o fato de não ter linhas que “seguram” a cor, entende? Tatuagem costuma ceder, mesmo aquelas que tem traço bem feito. Imagina as que não possuem? Viram um borrão com o passar do tempo. Para saber se um tatuador é realmente bom no que faz, veja uma tatuagem cicatrizada e mais antiga.

Jason Monroe
ciganinha encarando suas tattoos

Mas voltando, o tatuador em questão é de Beaumont, Texas e começou sua carreira em Atlanta, Georgia. Por viajar bastante, Jason começou a estudar pintura e desenho para aprimorar a técnica. Hoje atende no Brooklyn, NY, mas já viajou pelos Estados Unidos e também pela Europa tatuando pessoas com bom gosto.

Para segui-lo: Site | Instagram

O cabelo de Charlotte Olympia

A gente baba no look da Charlotte Olympia, né? É atemporal com toque contemporâneo. Estava andando pelo IG dela e descobri seu cabeleireiro, John Hilliard. Antes de falar sobre ele, não posso deixar de comentar sobre a colaboração linda que ela fez com a MAC Cosmetics. Essa não é a primeira colab legal que a designer de sapatos faz. Por ser meio brasileira, meio inglesa, a bonita também criou uma coleção com a brasileríssima Havaianas. Aqui tem todas as bonitezas e, acredito que pelos preços altos, não bombou tanto como essa parceria da maquiagem.

Charlotte-Olympia-MAC-Cosmetics
topete e ondas on point
mac-charlotte-olympia-collection-products-2
esses são os principais produtos da coleção! os batons estão um desbundeee! se quiser saber mais, recomendo essa review da Vic Ceridono

Informação dada, bora falar sobre o cabelon da bonita. A gente dá importância mesmo nisso, fazer o que? É a moldura do rosto.

hair charlotte

Foi com a postagem acima que descobri quem cuida do cabelo lindo de Charlotte Olympia. Ela menciona John Hilliard e seu primeiro cabeleireiro, o italiano fino Massimo Spazzoli. Verdade seja dita, se tem uma pessoa que devemos total fidelidade é ao cabeleireiro(a) que acerta tudo. É um caso de amor eterno e verdadeiro. A manutenção do cabelo de Charlotte – feita por John – é super simples e old fashioned: loção especial, rolinhos feitos a mão e grampinhos, redinha para segurar e a mão especial de seu melhor amigo. John Hilliard que teve contato direto com Vidal Sasson, hoje atende no Daniel Hersheson Salon London e é especialista em penteados dos anos 40/50, logo foi um casamento perfeito para a designer que adotou o glamour dessa época como sua marca registrada.

Charlotte_Olympia_Dellal_Hair-3-728x486
John e Chalotte para The Coveteur

Em uma matéria para The Coveteur, Charlotte explica que todo o processo leva uma hora e é bastante duradouro. Tendo como exemplo sua mãe (a modelo brasileira Andrea Dellal) e sua vó que são bastante glamourosas, a designer levou isso para vida. Como não é naturalmente loira, Charlotte já foi ruiva por causa da Rita Hayworth, um de seus ícones favoritos de estilo. Outras divas em que Charlotte se inspira: Lauren Bacall, Carmen Miranda e Marilyn Monroe. Segundo a própria, ficar loira foi um processo gradual que começou com luzes até chegar ao platinado (mais amarelado).

Charlotte_Olympia_Dellal_Hair-9
ph: Jake Rosenberg

Como disse acima, a manutenção é simples e dura uma hora. Ela conta com a ajuda de John para ajeitá-la, o que é uma benção (imagina ter um cabeleireiro bapho à sua disposição?), mas durante a semana, ela mesma quem cuida. Além de Charlotte, John também atende as meninas que trabalham na loja matriz, assina desfiles na London Fashion Week e cuida das madeixas de socialites londrinas. Infelizmente o que ele tem de excelente como hairdresser, tem de péssimo na arte de registrar seus penteados, hahaha! Dei uma boa garimpada no IG de John e consegui montar uma galeria com alguns de seus trabalhos que, mesmo desfocados, ainda ficam bonitos.

Tatuagem tigre e pantera old school

Hoje o post é uma continuação do drops que soltei no Facebook por esses dias. De um tempo pra cá fiquei meio obcecada em querer tatuar um tigre no corpo. Na cultura da tatuagem old school é muito comum tatuar tigre ou pantera negra. Apesar disso, nunca tive pira em fazê-lo, surgiu somente agora.

Segundo o site Arte no Corpo, inicialmente tatuar esses felinos era somente estético, não tinha nenhum significado especial. O tatuador Amund Dietzel achou interessante introduzir a pantera em seu portfolio e ficou meses praticando até sair a pantera rastejante que virou um símbolo do tradicional em 1900.

por chong @ dandyland san antonio, tx
Por Chong @ dandyland, San Antonio, Texas

Hoje em dia o significado é sobre liberdade e poder, já que a pantera e o tigre estão no topo da cadeia alimentar e não se preocupam com as leis da floresta, representando, assim, opressão às regras e transgressão. Além desses animais viverem livres, também é observado como eles se movem, sempre de maneira rápida. Isso simboliza a velocidade da vida e suas mudanças. Selecionei alguns trabalhos dando mais atenção ao tigre (que pretendo tatuar). A maioria das tatuagens da galeria a seguir pertence ao maravilhoso Samuele Briganti (meu tatuador favorito).

meow

Tattoo das mina: Moira Ramone

Como ainda estou preparando os posts da viagem (acho que um vai esta semana), segue um post lindo de tatuagem. Hoje é dia apresentar Moira Ramone, 25 anos, tatuadora aprendiz de Rotterdam. A bicha tá começando, mas tem trabalhos BEEEEM lindos, viu? O estilo que ela escolheu foi o tradicional com cores bem vibrantes. Moira dá vazão às suas preferências artísticas como punk, filmes trashes B, monstrinhos, pin-ups, entre outros. Me encantei!

Moira Ramone 2

Moira Ramone 3

Moira Ramone 4

Moira Ramone 5

Moira Ramone 6

Moira Ramone 8

Moira Ramone 9

Moira Ramone 10

Moira Ramone 11

Moira Ramone

Moira Ramone herself
e ainda é gatíssima

Para seguir: IG | Tumblr